sexta-feira, 30 de abril de 2010




CRUZES E ESPADA

Estou numa noite fria, noite negra,
sei que preciso me alimentar,
e enquanto caço, e ouço os gritos,
tento beber sem nunca pensar

Pesadelos enquanto durmo,
com as pessoas que já matei,
em nome de minha fome, o sangue.
Parar? Não acham que eu já não tentei?

Cruzes e espadas, esperando para nos matar,
em nome de um Deus Ebreu, que morreu para nos salvar,
não sei se choro, não sei se grito,
eu já não sei no que acredito,
apenas fico aqui esperando,
imerso nessa escuridão.

E eu espreitando, nessa noite escura,
que quanto mais fria, mais perdura,
esperando nessa terra insana,
caçando de noite como um animal,
esperando o fim dessa guerra,
que perdura entre o bem e o mal.

Estou, numa noite fria, noite negra,
um manto que por mais que sujo,
ele me aconchega,
pois sou o filho das trevas,
e ela é uma mãe que não me renega.

Lutando em meio desta não- vida,
esperando alguém para me salvar,
talvez a cruz e a espada,
possam com minha dor acabar.

Amaldiçôo minha existência,
maldita minha vida Imortal,
não, não peço a sua clemência,
apenas aguardo-a até o final.










SAUDAÇÕES!SAUDAÇOES A TODOS!!!
TENHAM UMA LINDA NOITE
E UM ÓTIMO FINAL DE SEMANA!!!

quinta-feira, 29 de abril de 2010

APRENDIZ DE VAMPIRO!




SAUDAÇÕES!!!TENHAM UMA LINDA NOITE!!!

quarta-feira, 28 de abril de 2010






TENHAM UMA LINDA NOITE!!!

terça-feira, 27 de abril de 2010





TENHAM UMA LINDA NOITE!!!

segunda-feira, 26 de abril de 2010



Reino dos vampiros
É noite,
almas suplicantes clamam por oração,séculos de existências e os vampiros continuam entre nós,conquistas inigualaveis vida com a morte,com apenas um medo da ultima gota vir a punição da morte.
Hoje eles se adaptaram para viver entre suas presas,o doce frescor da caçada se torna excitante,escondidos apenas permitem a nossa existência,humanos esperam o fim de uma vida serva.
Tiveram a escolha de viverem além dos raios do sol,mas negaram serem
anjos,vivem solitários perseguidos pelas almas de suas presas,vagam em busca de novos territórios.
Guilherme Kássio
SAUDAÇÕES!! TENHAM UMA ÓTIMA SEMANA!!!

domingo, 25 de abril de 2010







SAUDAÇÕES !!!TENHAM UM BOM DOMINGO!!

sábado, 24 de abril de 2010






SAUDAÇÕES AMIGOS!!!TENHAM UM ÓTIMO SABADO!!!

sexta-feira, 23 de abril de 2010

quinta-feira, 22 de abril de 2010



TENHAM UMA NOITE ENLUARADA!!!

quarta-feira, 21 de abril de 2010



Tenham uma linda noiteee!

terça-feira, 20 de abril de 2010



O VAMPIRO

Tu que, como uma punhalada,
Em meu coração penetraste,
Tu que, qual furiosa manada
De demônios, ardente, ousaste,

De meu espírito humilhado,
Fazer teu leito e possessão
- Infame à qual estou atado
Como o galé ao seu grilhão

Como ao baralho o jogador,
Como à carniça o parasita,
Como à garrafa o bebedor
- Maldita sejas tu, maldita!

Supliquei ao gládio veloz
Que a liberdade me alcançasse,
E ao veneno, pérfido algoz,
Que a covardia me amparasse.

Ai de mim! Com mofa e desdém,
Ambos ma disseram então:
"Digno não és de que ninguém
Jamais te arranque à escravidão,

Imbecil! - se de teu retiro
Te libertássemos um dia,
Teu beijo ressuscitaria
O cadáver de teu vampiro!

Charles Baudelaire



Tenham uma linda noite!!!

segunda-feira, 19 de abril de 2010


TENHAM UM NOITE MARAVILHOSA!

sábado, 17 de abril de 2010

<

Esconjurações contra Vampiros
Seguem agora algumas dessas orações traduzidas do latim. Vale frisar que foram encontradas em antigos livros em distantes mosteiros da Europa. (As orações que não estiverem traduzidas do latim devem ser lidas na sua forma original para que consiga o efeito).



Primeira esconjuração:

"Eu, com a força do Pai, absolvo o corpo que padece de tão estranho mal. Sei que isso é coisa dos parceiros do demônio que sugam na noite o vital fluído da vida. Por isso te esconjuro, em nome de Nosso Senhor Jesus Cristo, eterno na sua glória. Volte as trevas, parceiro de lúcifer, pois nesse corpo só tem morada a verdade divina. Nós com a ajuda do Espírito Santo estamos em corrente para reconduzir essa alma, que hora padece, aos reinos da luz. Invoco com a ajuda divina, a força dos raios solares que inspiram a terra a criar o bom elemento para o nosso caminho. Venha Deus com seus auxilios por amor de misericórdia que tais homens e mulheres causadores destes males que sejam já tocados no coração para que não continuem com essa maldita vida!

Sejam comigo os anjos do Céu, principalmente S. Miguel, S. Gabriel, S. Rafael, e todos os santos e santas e anjos do Senhor, e os Apóstolos do Senhor, S. João Batista, S. Pedro, Santo André, S. Thiago, S. Matias, S. Lucas, S. Felipe, S. Marcos, S. Simão, S. Anastácio, Santo Agostinho e por todas as ordens dos santos Evangelistas, João, Lucas, Marcos, Mateus, e por obra e graça do Divino Espírito. Pelas setenta e duas línguas que estão repartidas pelo mundo e por esta absolvição e pela voz que deu quando chamou Lázaro do Sepulcro, por todas essas virtudes seja tornando tudo ao seu próprio ser que dantes tinha ou à sua própria saúde que gozava antes de ser arrebatado pelos demônios, pois eu, em nome do Todo Poderoso, mando que tudo cesse do seu desconcerto natural. Pelo nome de Deus Nosso Senhor Jesus Cristo e todas as coisas aqui nomeadas sejam desligadas a volúpia sanguinária dos companheiros do demônio, seja tudo destruído: que o mando eu da parte do Onipotente, para que já, sem apelação sejam desligados e se desligem todos os maus feitiços e ligamentos e toda má ventura por Cristo Senhor Nosso. Amém."


Segunda esconjuração:


"Esconjuro-vos, criaturas excomungadas, ou maus espíritos batizados se com laços maus, atentas o caminho desse espírito. Se tua força está em édolo celeste ou terrestre, seja tudo destruído da parte de Deus, pois todo o infernorium ou toda a linguagem eu confio em Jesus Cristo, nome deleitável! Assim com Jesus Cristo aparta e expulsa da terra o demônio e todas as suas influências assim por estes nomes de N. S. Jesus Cristo fujam todos os demônios, vampiros e todos os espíritos malignos em companhia de Satanás e de seus companheiros para as suas moradas, que são nos infernos e onde estarão perpetuamente se danando. Tudo que fizeste contra essa enferma criatura fica anulado, esconjurado, quebrado, e ajurado debaixo do poder da Santíssima Trindade e do Santíssimo Sacramento do Altar. Amém.

Com toda a santidade eu vos esconjuro e degredo de volta ao mundo dos mortos, vampiros malditos, espíritos malignos, rebeldes ao meu e vosso criador. Pois eu, vos ligo e torno a ligar e prendo e amarro às ondas do mar, e que vos levem para as areias do mar coalhado, onde não canta galinha nem galo, ou para o vosso destino, ou lugares que Deus Nosso Senhor Jesus Cristo, vós e seus companheiros infernais que bebem na noite a vida dos Filhos. Suas carcaças vão virar pó, e sua eternidade ficará reduzida às fronteiras dos infernos, onde reina o anjo traidor. Afastai, besta infecta e deixai que o sangue desse corpo pertencente ao Senhor purifique-se para que o espírito encontre a Glória de Jesus Cristo. Amém.”

Depois de proferida a esconjuração o sacerdote deve manter a seguinte conversação com a pessoa vitimada: "Queres que por ti?" O enfermo responde-lhe: "Sim quero". Em seguida deve se colocar de joelhos e gritar diante de um crucifixo: "Eu não sou Satanás, mas sim uma alma perdida; porém ainda tenho salvação!"



Terceira esconjuração:

"Eis a cruz do Senhor, fugi, fugi, ausentai-vos inimigos da natureza humana. Eu vos conjuro em nome de Jesus, Maria, José, Jesus de Nazaré Rei dos Judeus. Eis aqui a cruz de Nosso Senhor Jesus Cristo. Fugi, partes inimigos, venceu o leão da Tribo de Judá e a raça de David. Aleluia, Aleluia, Aleluia, exaltado seja o Senhor, que com sua força e sua espada libertadora nos livre das ordas infernais que bebem nosso sangue para preservarem a eternidade dos demônios. Transformai essas bestas em pó para que na graça do Senhor possamos viver na sua Santa Paz. Te esconjuro negra criatura para que voltes a tua tumba e nela permaneça até os dias do Juízo Final. Deus dará a vida eterna somente aos justos, e os comparsas do demônio arderão eternamente. Por isso temam a cruz, e a força que representa para os Filhos do Senhor. Que a terra de onde vieram tão vis criaturas seja amaldiçoada e encerrada pela verdade divina. Dou fim a esta Santa Oração e darão fim às moléstias nesta casa pela bichação dos espíritos malígnos. Amém.”


Quarta Esconjuração

“Te esconjuro negra criatura para que voltes a tua tumba e nela permaneça até os dias do Juízo final. Deus dará a vida eterna somente aos justos, e os comparsas do demônio arderão eternamente. Por isso temam a cruz, e a força que representa para os Filhos do Senhor. Que a terra de onde vieram tão vis criaturas seja amaldiçoada e encerrada pela vontade divina.”

OBS. Esta esconjuração deve ser feita numa Sexta feira, à meia noite, com um crucifixo de prata apontado para a lua.

a href="http://4.bp.blogspot.com/_1fVg25htxq4/S8nWZYTT0rI/AAAAAAAAAog/H0vNHT7KB7Y/s1600/24.jpg">

Exorcismo Latino

"Spiritus Dei ferebatur super aquas, et inspiravit in facien hominis spiraculus vitae. Sit Michael dux meus, et Sabtabiel servus meus in luce et per lucem. Fait verbum halitus meus; et imperabo spiritus aeris hujus, et refrenabo equos solis voluntate cordis meis, et cogitatione mentis mede et mutu oculi dextri. Exorciso igitur te, creatura aeris, per Pentagrammaton et in nomine Tetragrammaton, in quibus sunt voluntas firma et fides recta. Amen. Selah. Fiat."

Exorcismo contra vampiros

Este foi encontrado em livro muito antigo, escrito por Frei Bento do Rosário, religioso descalço da Ordem de Santo Agostinho.

"Em nome do Padre, do Filho e do Espírito Santo. Em nome de S. Bartolomeu, de Santo Agostinho, de S. Caetano, de S. André Avelino, eu te arrenego, anjo mau, que pretendes introduzir-te em mim e perverter-me. Pelo poder da cruz de Cristo, pelo poder de suas divinas chagas, eu te esconjuro maldito, para que não possas tentar a minha alma sossegada. Amém."

(Deve ser rezada três vezes acompanhada do sinal da cruz sobre o peito.)

A oração que se segue tem importância para algumas combinações cabalísticas capaz de libertar um enfermo atacado pelo vampirismo e também de outras peripécias dos parceiros do canhoto.

"Imortal, eterno, inefável e santo Pai de todas as coisas, que de carro rodante caminhas sem cessar por esses mundos que giram sempre na imensidade do espaço dominador dos vastos e imensos campos do éter; onde ergueste o teu poderoso trono, que desprende luz e luz, e de cima do qual teus tremendos olhos descobrem tudo e teus largos ouvidos tudo ouvem! Protege os filhos que amaste desde o nascimento dos séculos porque longa e eterna é a sua duração. Tua majestade resplandece acima do mundo e do céu das estrelas! Tu te elevas a ti mesmo pelo próprio resplendor, saindo da tua essência correntes inesgotáveis de luz, que alimentam teu espírito infinito! Este espírito infinito produz todas as coisas e constitui esse tesouro imorredouro de matéria que não pode faltar à geração que ela rodeia sempre pelas mil formas de que se acha cercado, e com a qual se revestiste e encheste deste o começo. Deste espírito tiram também sua origem esses santíssimos reis que se acham de pé ao redor do seu trono e que compõe sua corte, ó Pai universal! Ó único Pai dos bem aventurados mortais e imortais! Tu tens, em particular poderes que são maravilhosamente iguais ao teu eterno pensamento aos anjos, que anunciam ao mundo tuas vontades. Finalmente tu criastes mais uma terceira ordem de elementos. A nossa prática de todos os dias é saudar-Te e adorar tuas vontades. Ardemos em desejo de possuir-Te! Ó Pai! Mãe! Terna Mãe, a mais terna Mãe, a mais terna de todas as mães! Ó filho, o mais carinhoso dos filhos. Ó formas de todas as formas! Alma, espírito, harmonia, nomes e números de todas as coisas, conserva-nos e se nos propício. Amém."


Para Livrar uma casa das tentações dos vampiros:

"Eu vos conjuro, vampiro rebelde, habitante e arruinador desta casa, para que sem demora nem pretexto algum desapareçais daqui, dissolvendo todo malefício que vós ou vossos ajudantes tenhais feito; por mim, eu o dissolvo, contando com a ajuda de Deus e dos espíritos de Luz, Adonay e Jehovah. Eu vos ligo ao formal preceito de obediência a fim de que não possais permanecer nem voltar nem enviar outros para perturbar esta casa, sob pena de serdes queimado eternamente com fogo de pez e incenso derretido".


Em seguida, benze-se a casa com água benta fazendo cruzes em direção à paredes com uma faca de ponta, nova e de cabo branco, dizendo:

"Eu te exorciso, casa, para que sejas livre dos vampiros tentadores que aqui vierem morar". Amém.





Oração aos Quatro para afastar vampiros de sangue

"Caput mortuum imperet tibi Dominus per Adam lotchavah! Aquila errans, imperet tibi Dominus tetragrammaton per Angelum et leonem!

"Michael, Gabriel, Raphael, Anael!

"Pluat udor per spiritu Elohimm. Maneat Terra per Adam, Jatchivah. Fiat Jadictum per ignem in virtude Michael".

Vampiro dos olhos mortos, obedece ou somente com esta água santa!

Touro alado, trabalha ou volta à terra, se não queres que te aguilhoe com esta espada!

Águia acorrentada, obedece a este signo ou retira-te diante deste sopro!

Serpente móvel, arrasta-te a meus pés ao sê atormentada pelo fogo sagrado e evapora-te com os perfumes que queimo nele!

Que a água volte à água, que o fogo queime; que o ar circule; que a terra caia na terra pela virtude do pentagrama escrito no centro da cruz luminosa!... Amém.”



Ladainha Latina contra vampiros


Kyrie eleison.

Christie eleison.

Sancta Maria. Ora pro nobis.

Sancta Dei Genitrix. Ora pro nobis.

Sancta Virgo Virginum. Ora pro nobis.

Sancte Michael. Ora pro nobis.

Sancte Gabriel. Ora pro nobis.

Sancte Raphael. Ora pro nobis.

Omnes Sancti Angeli e Archangeli. Ora pro nobis.

Omnes Sancti Beatorum Spiritum Ordinis. Ora pro nobis.

Sancte Petre. Ora pro nobis.

Sancte Paule. Ora pro nobis.

Sancte Jacob. Ora pro nobis.

Sancte Joannes. Ora pro nobis.

Sancte Thomas. Ora pro nobis.

Sancte Philippe. Ora pro nobis.

Sancte Bartholomae. Ora pro nobis.

Sancte Simon. Ora pro nobis.

Sancte Thadeu. Ora pro nobis.

Sancte Mathie. Ora pro nobis.

Sancte Barnabé. Ora pro nobis.

Sancte Marce. Ora pro nobis.

Omnes Sancti Apostoli et Evangeliste. Ora pro nobis.

Omnes Sancti Discipulo Domini. Ora pro nobis.

Sancte Vicente. Ora pro nobis.

Sancte Laurente. Ora pro nobis.

Sancte Estephene. Ora pro nobis.

Sancte Fabiane e Sebastiane. Ora pro nobis.

Sancte Gervase et Protase. Ora pro nobis.

Omnes Sancti Martyres. Ora pro nobis.

Sancte Silvestre. Ora pro nobis.

Sancte Gregore. Ora pro nobis.

Sancte Ambrose. Ora pro nobis.

Sancte Agostino. Ora pro nobis.

Sancte Hieronyme. Ora pro nobis.

Sancte Nicolae. Ora pro nobis.

Sancte Martine. Ora pro nobis.

Sancte Bernarde. Ora pro nobis.

Omnes Sancti Pontifices et Confessores. Ora pro nobis.

Omnes Sancti Doctores. Ora pro nobis.

Sancte Benedicte. Ora pro nobis.

Omnes Sancti Monarchi et Eremitae. Ora pro nobis.

Omnes Sancti Sacerdotes et Levitae. Ora pro nobis.

Sancta Maria Madalena. Ora pro nobis.

Sancta Agatha. Ora pro nobis.

Sancta Lucia. Ora pro nobis.

Sancta Cecile. Ora pro nobis.

Sancta Catharina. Ora pro nobis.

Sancta Anastacia. Ora pro nobis.

Omnes Sancti Virgines et Vinduce. Ora pro nobis.

Omnes Sancti et Sancte Dei, Interdicedite. Ora pro nobis.

Proptius esto. Parce, Domine.

Ad omni pecat. Libera-nos.







Oração para a Meia Noite

“Ó Anjo da minha guarda,

Nesta hora de terror,

Me livre das más visões.

Do vampiro aterrador.

Deus me ponha a alma em guarda.

Dos perigos da tentação,

De mim aparte os maus sonhos.

E opressões do coração.

Ó anjo da minha guarda,

Que me preserve dos vampiros,

Por mim pede à Virgem Mãe,

Enquanto for vivo: Amém.”

Para se Livrar dos Vampiros que nos Atormentam durante o sono
À meia-noite em ponto duma Terça-feira, parai diante duma igreja, daí três pancadas com os nós dos dedos à porta principal, e dizei em voz clara, porém não muito alta:

"Almas do Purgatório! Em nome de Deus e da Santíssima Trindade, vinde comigo!"

Daí três voltas em torna da igreja, mas tomai cuidado em não olhares para trás. Dadas as três voltas, rezai um padre-nosso e uma ave-maria diante da porta principal e retirai-vos.

Fazei isto nove treças-feira seguidas, e na última as almas perguntarão:


"Que desejai que vos façamos?"

Pedireis então que os vampiros e os morcegos que te atormentam à noite desapareçam. Não deveis mostrar medo em nenhum momento da cerimônia, e também não deveis olhar para trás, como fica recomendado acima.


Para livrar alguém da perseguições dos Vampiros
Os que se crêem perseguidos por vampiros devem pintar numa tela esses vampiros, ou desenha-los num papel. Uma vez pintados ou desenhados, os vampiros ficam presos, e deixam de importunar os seres humanos. Quem tiver habilidade para pintar ou desenhar deve aproveitar essa habilidade para livrar-se dos vampiros que sugam o nosso sangue durante à noite.



Para que os Vampiros não nos incomodem
Se sois perseguidos pelos vampiros, deveis limpar a cabeça de todo mau pensamento. Não penseis mal de ninguém; não faleis mal de ninguém, nem mesmo de vossos inimigos. Quando vos lembrardes de um morto, rezai três ave-marias. Não mostreis inquietação, porque bem pode ser que os vampiros não sejam realmente maus, ou então que desejam, e se não disserem, mandai-os com bons modos que vão para o lugar donde vieram. Eles irão, porque nada podem fazer com os vivos, exceto se estes se deixarem dominar por eles. Rezai um padre-nosso e uma ave-maria e atirai um pouco de incenso ao braseiro segurando na mão esquerda uma cruz de prata.

Outro processo consiste no seguinte: nos dias ímpares, rezai três ave-marias, e enquanto estiverdes rezando cravai um punhal de prata na cabeça de um alho.

Tirado de “Manual Prático do Vampirismo” de Nelson Liano Jr.



TENHAM UM ÓTIMO FINAL DE SEMANA!!!!

sexta-feira, 16 de abril de 2010





Vampiros de Carne e Osso

Por André Machado





Vampiros são monstros que não existem na vida real, certo? Errado. Por mais que Drácula seja fruto da imaginação de Bram Stoker, lembremo-nos de que duas das fontes utilizadas na criação do personagem eram pessoas de carne e osso. Uma, Vlad Tepes II, da Valáquia; outra, a Condessa Bathory. Se Tepes não era bem um vampiro, apesar de beber o sangue de seus inimigos, a condessa não só tomava sangue, como se banhava nele à vontade, acreditando ser o precioso líquido a fonte da juventude. No mundo moderno, pessoas com essa estranha compulsão não deixaram de existir -pelo contrário, a cada ano surge alguém em algum lugar acusado de atacar pessoas furtivamente para sugar seu sangue. Alergistas americanos da Universidade de Idaho já afirmaram que a ânsia por sangue é fruto de uma dependência alérgica de alimentos ricos em proteínas. Ou seria simplesmente uma maldição? Incrível relata aqui os mais estranhos casos de vampiros reais nos últimos tempos. O leitor que julgue por SI mesmo...



Os hippies vampiros – Em 1972, na Colômbia, crianças foram raptadas e tiveram seu sangue chupado por hippies, segundo denunciaram moradores da cidade de Honda. Cinco crianças teriam sido vítimas dos adeptos do blood power, e mais uma revelou ter sido seqüestrada no distrito vizinho de Espinal. Mas conseguiu escapar ilesa.


Caça aos mortos-vivos em Calcutá – Cadáveres de mendigos surgiram misteriosamente nos becos dessa cidade indiana em maio de 1973. Tinham marcas de mordidas no pescoço, aparentemente produzidas por aparelhos mecânicos (a polícia não esclareceu de que tipo). De qualquer modo, assim que soube da onda vampiresca, a população ficou em pânico e saiu às ruas armada de tacapes e estacas de madeira. Cinco maltrapilhos com aparência suspeita acabaram linchados pela multidão enfurecida, e outros 20 saíram feridos. Depois dessa reação, é bem provável que os vampiros tenham abandonado Calcutá.


Hora do espanto em Guarulhos – Este município paulista também virou point dos discípulos de Drácula naquele maio fatídico de 73. João Carlos da Costa apareceu morto com as tradicionais marcas de dentes no pescoço, certa noite, no bairro de Bonsucesso. E Maria Nogueira, outra vítima em potencial, conseguiu no entanto salvar seu pescoço, após ser atacada de repente ao caminhar por uma rua escura. O atacante novamente sumiu como todo bom vampiro: sem deixar vestígios.


Vampiros do sol nascente – Se isso parece uma Contradição, não se assuste. E que os principais suspeitos de vampirismo neste caso – ocorreu em Cascavel, PR, em abril de 1974 – eram japoneses. Segundo depoimentos da época, eles usavam uma kombi para seqüestrar crianças e extraíam- lhes sangue com uma seringa. As vítimas eram então abando- nadas, desmaiadas. A história assustou tanto os moradores – embora a polícia negasse tudo – que algumas escolas fecharam durante alguns dias, para evitar expor seus alunos.


Sede de sangue através dos tempos – Nem só em nosso século existem vampiros, vale destacar neste breve parêntesis. Eles, na verdade, são bem anteriores a Vlad Tepes (que viveu no século XV). Há 2.000 anos, os jovens gregos eram aconselhados a tomar cuidado com vampiros eróticos que os seduziam com o intuito de devorá-los. Na Idade Média, o cristianismo deixou arraigadas crenças de que, se uma pessoa morria excomungada, suicidava-se ou fazia um pacto com o diabo, ela era obrigada a viver dentro de sua tumba, saindo à noite para sugar o sangue dos parentes.


Em 1892, em Exeter, Inglaterra, ocorreu uma história incrível. A família Brown foi vítima de uma espécie de maldição, e várias mortes a atingiram. Quando um dos filhos, Edwin, começou a dar sinais de fraqueza, após a morte de sua mãe e de suas duas irmãs, e nenhum remédio o ajudava, concluiu-se o pior: ele deveria estar sendo vampirizado por uma das mulheres mortas. Decidiu-se exumar os corpos, e três caixões foram tirados da cova no cemitério local. Dois deles continham apenas esqueletos; mas o terceiro, da irmã Mercy, ao ser aberto, apavorou os presentes. Mercy estava exatamente com o aspecto de quando fora enterrada e ainda havia sangue em seu coração. Não houve dúvidas: o coração foi reduzido a pó (uma maneira original de eliminar vampiros) com um preparado químico especial. Mas Edwin morreu assim mesmo.


Antes disso, no século XVIII, os vampiros já atormentavam outras terras européias. Na Hungria, epidemias incontroláveis, à época, de doenças como a varíola, eram freqüentemente ligadas à ação de sugadores de sangue. E a caça aos vampiros era implacável. Tribunais especiais eram montados, e dezenas de suspeitos interrogados. Cadáveres não eram enterrados sem antes ficar expostos com o fim de verificar se eles se decompunham mesmo. Tumbas eram abertas – e, se o corpo não estava devidamente putrefato, estaca nele. E a cabeça era decepada.


Nem mesmo o século XX, quando começou, ficou livre das presas sedentas. Em 1924, Fritz Harman foi acusado de vampirismo em Hanover. Já em 1931, enforcava-se Peter Kurten, conhecido como o Vampiro de Dusseldorf, Alemanha. Ele assassinou pelo menos nove mulheres e crianças para sugar seu sangue. Dezoito anos depois, o inglês John Haigh teve o mesmo fim de Kurten. Ele cortava a jugular de mulheres, sugava o sangue e dissolvia os corpos em ácido sulfúrico.


Depoimento de um vampiro – “Eu estava deitado no sofá outra noite, lendo um livro, e de repente veio aquela ânsia terrível de sangue. Eu sentia que tinha que sair e achar alguém para morder. Mas consegui me controlar”. Palavras do inglês Carl Johnson, um vampiro moderno confesso. Em 1974, ele vivia pertinho do cemitério de Exeter. E de dar medo. No mesmo ano, uma americana que se identificou apenas como Lilith contou que na adolescência costumava vagar pelas ruas de sua cidade em noites de lua cheia, com sede de pescoços. U ma vez adulta, o vício sossegou. Mas ela afirmou que tinha medo de que numa noite de lua cheia acordasse seca novamente, ao lado do marido, na cama. Não sabe o que aconteceria.


A vampira de Jacarta – Bem, os maridos de Tala, 25 anos, descobriram o que acontece quando se está casado com uma superdiscípula do Conde Drácula. E exatamente no que a mulher deles se transformava após o casamento. Não admira que esta moradora de Jacarta, na Indonésia, tenha enviuvado de cinco homens, todos atacados por forte anemia, que os deixou feito bonecos de cera. Os próprios pais da moça testemunharam contra ela –presa por suspeita de feitiçaria e vampirismo –, dizendo que seus genros enfraqueciam a olhos vistos. De manhã, após uma noite com Tala, saíam sempre exaustos. O corpo do quinto marido, examinado por um curandeiro local, não tinha uma gota de sangue venoso. Para o curandeiro, Tala tinha o espírito dominado por Negasjatingaron, um vampiro-mor das redondezas, a respeito de quem há lendas conhecidas no lugar.


Os irmãos sanguinários – Jan Marchwicki instigou seu irmão Zdzislaw... e este matou uma mulher em Katowice, Polônia, em julho de 1975. Depois, bebeu o sangue dela e gostou. Sacrificou e sugou outras treze, não sem antes forçá-las a fazer sexo. Zdzislaw ficou conhecido como o Vampiro da Silésia e, junto com o irmão e guru, foi enforcado. Felizmente não voltou do túmulo.


Seringa 11, a missão – Este caso aconteceu em Porto Alegre em 1978. Um menino foi atacado por um homem negro e barbudo que, segundo seu depoimento, picou suas mãos com uma seringa e recolheu o sangue numa garrafa, durante 30 minutos. Depois, deixou-o fugir e sumiu do mapa.


Vampiros felinos – Em fevereiro de 1984, outra onda de mortes ligadas a bebedores de sangue se abateu sobre Banda Aceh, na Indonésia. 23 mulheres de 18 a 20 anos tiveram seu sangue sugado. O detalhe mais curioso da história é que os jornais noticiaram que os vampiros não se transformaram em morcegos, e sim em gatos, especialmente pretos, ao contrário do que reza a lenda. O resultado era de se esperar. A população saiu às ruas e realizou uma verdadeira matança de gatos. E não adiantou, pois o vampiro continuou atacando. A solução foi trancar as mulheres em casa até o monstro se saciar, ou desistir.


Nosferatus adolescentes – Em certas regiões dos Estados Unidos, não se pode mais acampar tranqüilamente. Don Gall, que resolveu acampar com quatro rapazes em St. Cloud, Minnesota, em 1988, ao que parece foi autoritário demais com eles e se deu mal. Dias depois, o corpo de Gall apareceu boiando no rio Mississipi, e os rapazes foram presos. Confessaram ser vidrados em vampiros e pelo menos dois deles não resistiram ao chamado secular de Drácula, embriagando-se do sangue da vítima.


Bebida sublime – E o que dizer de um vampiro que prefere sangue de carneiro a sangue humano? E ocaso do espanhol Rafael Pintos, de Pontevedras, que acredita ser o sangue humano um verdadeiro depósito de doenças para os vampiros. Beber sangue, para ele, é uma experiência sublime e, quando morrer, acredita, vai ser capaz de atravessar paredes, como outros colegas. Rafael, ao contrário de outros vampiros de carne e osso, é honesto – pediu humildemente permissão à prefeitura de Pontevedras para beber o sangue de animais abatidos no matadouro da cidade e vagar à noite pelo cemitério local. O pedido foi indeferido. O vampiro é sempre um incompreendido, afinal.


Agora, reflita, caro leitor: com um pessoal desses, quem é que precisa de Drácula? Antes ele, que fica – se existe – escondido em seu castelo da Transilvânia (bem longe daqui, portanto), a seus pupilos atuais, que podem estar literalmente em qualquer lugar. Melhor comprar alho, crucifixos e estacas, e guardar. Nunca se sabe.






Vampiros em pacote turístico

Réstia de alho, estaca de madeira e crucifixo. Estes são os ingredientes do kit oferecido pelo Hotel Crown, de Scarborough, Inglaterra, que em 1986 inaugurou um pacote turístico inusitado: um fim de semana à caça do Conde Drácula. Os hóspedes chegam, são instalados em quartos apropriadamente lúgubres – úmidos, com companhias como aranhas e morcegos, e mal iluminados. Depois, munidos de suas armas, saem em buscas de pistas sobre o Conde (na verdade, o secretário da Sociedade Drácula da Grã-Bretanha) e, se forem perspicazes, descobrem sua cripta secreta. O melhor de tudo é que ninguém vira morto-vivo.



Texto publicado em: Incrível - Ano II - n.13

Agosto de 1993 - Págs. 8-11





TENHAM UM FINAL DE SEMANA GLORIOSO!!

quinta-feira, 15 de abril de 2010

CREDO DOS VAMPIROS!!


Eu sou um Vampiro.

Eu adoro o meu ego e eu adoro minha vida, pois sou o único Deus que existe.

Eu tenho orgulho de ser um animal predador e eu honro meus instintos animais.

Eu exalto minha mente racional e não acredito que isso seja um desafio da razão.

Eu reconheço a diferença entre o mundo real e a fantasia.

Eu reconheço o facto de que a sobrevivência é a lei mais forte.

Eu reconheço que os Poderes da Escuridão escondem leis naturais através das quais eu posso fazer minha magia.

Eu sei que minhas crenças no ritual são uma fantasia, mas a magia é real e eu respeito e reconheço os resultados da minha magia.

Eu percebo que não há céu como não há inferno e vejo a morte como destruidora da vida.

Portanto eu tirarei o máximo proveito da vida aqui e agora.

Eu sou um Vampiro.

Curve-se diante de mim.

(Fonte: Temple of the Vampire.)

TENHAM UMA NOITE ENLUARADA!!

quarta-feira, 14 de abril de 2010





TENHAM UMA LINDA NOITEEE!!!

terça-feira, 13 de abril de 2010

CREDO DE UN VAMPIRO-HIMNO GOTICO!!


SAUDAÇÕES!!!"TENHAM UMA BOA NOITEEEE!!!

segunda-feira, 12 de abril de 2010



Oração aos Quatro para afastar vampiros de sangue"

Caput mortuum imperet tibi Dominus per Adam lotchavah! Aquila errans, imperet tibi Dominus tetragrammaton per Angelum et leonem!

"Michael, Gabriel, Raphael, Anael!

"Pluat udor per spiritu Elohimm.

Maneat Terra per Adam, Jatchivah.

Fiat Jadictum per ignem in virtude Michael

".Vampiro dos olhos mortos, obedece ou somente com esta água santa!

Touro alado, trabalha ou volta à terra, se não queres que te aguilhoe com esta espada!

Águia acorrentada, obedece a este signo ou retira-te diante deste sopro!

Serpente móvel, arrasta-te a meus pés ao sê atormentada pelo fogo sagrado e evapora-te com os perfumes que queimo nele!

Que a água volte à água, que o fogo queime; que o ar circule; que a terra caia na terra pela virtude do pentagrama escrito no centro da cruz luminosa!...

Amém.

TENHAM UMA ÓTIMA SEMANA!!!

sábado, 10 de abril de 2010

Rainha dos condenados-Queen of the damned !!


SAUDAÇÕES HOJE É SABADO-TENHAM UMA BOA NOITEEEEE!!!!

sexta-feira, 9 de abril de 2010

vampiras van hellsing !!!





SAUDAÇÕES! TENHAM UM FINAL DE SEMANA MAGNÍFICO!!!!

quinta-feira, 8 de abril de 2010

A Rainha dos Condenados -Queen of the Damned


SAUDAÇÕES!!!TENHAM UMA NOITE PRAZEIROSA!!!

quarta-feira, 7 de abril de 2010

sábado, 3 de abril de 2010

HÁ´, Há, HÁ!!!!

TENHAM UM FINAL DE SEMANA BEM SUCOLENTOOOOO!!!!

Os Vampiros da Energia
Vivemos imersos num oceano de energia cósmica. Essa energia é absorvida e processada naturalmente pelo organismo, através dos chakras. Quando estamos em harmonia, a energia penetra naturalmente em nosso organismo através desses centros de força e cumpre sua função, sem que nos demos conta de sua atividade.
Essa atividade natural de abastecimento energético garante a nossa condição de saúde física, emocional e mental. Parece haver uma associação bem definida entre a captação de grandes quantidades de energia e a realização de atividades prazerosas. Em contrapartida, atividades que são repetidamente realizadas sem qualquer entusiasmo, prazer ou alegria parecem causar bloqueio à passagem da energia, deixando o indivíduo esgotado e irritado.Algumas pessoas, por não terem a capacidade de se carregar energeticamente do manancial cósmico circundante, buscam a energia de que precisam nas pessoas com as quais se relacionam. Isso caracteriza a prática da Vampirização Energética. As sensações que acometem quem está sofrendo um processo de vampirização variam muito, podendo incluir cansaço extremo e repentino, sono irresistível, aperto intenso no coração, com sensação de falta de ar, esgotamento físico e nervoso, sem causa ou razão aparente, quando momentos antes, tudo estava perfeitamente bem.O vampiro energético vive numa condição de crônica insaciabilidade energética, devido à incapacidade de reter energia no próprio organismo, como conseqüência da anômala constituição de seus veículos sutis. A energia escoa-se continuamente, momentos após ter sido absorvida, levando-o a procurar sempre novas vítimas.

A prática da vampirização energética pode ser consciente ou inconsciente. Na maioria dos casos é totalmente inconsciente e envolve às vezes pessoas consideradas normalmente como "boas", delicadas ou gentis, embora a condição de necessitar intensa e continuamente de energia reflita um estado de intenso desequilíbrio interior. O Vampiro Energético tem normalmente o perfil psicológico de uma pessoa extremamente egoísta, que considera seus problemas maiores que os de todo mundo. Através de uma mentalidade doentia e auto-centrada, esses indivíduos bloqueiam-se na capacidade natural de se abastecer no manancial cósmico de energia, restando-lhe como alternativa a forma anti-natural de abastecimento: o sistemático roubo da energia de outras pessoas. Pode-se sofrer uma vampirização energética de várias formas: através do olhar, da voz (pela manutenção de longas conversações), pelo telefone, ou, simplesmente, através da proximidade do agente. A sensação que o vampiro causa nos outros indivíduos é de uma natural repulsão. A percepção instintiva de que algo desagradável está acontecendo num nível subliminar leva as pessoas a desejarem se afastar do foco desarmônico. Para sair dessa condição desagradável e dependente, o indivíduo deve ser, quando possível, informado de seu desequilíbrio. A conscientização pode levá-lo a desejar sair desse estado, desencadeado pelo egoísmo profundo em que está imerso, sendo, portanto, a da mudança no modo de pensar (através do contato com idéias novas e leituras edificantes) e o cultivo de atividades altruístas, a melhor terapia. Essa condição por si só, pode determinar a auto-cura.

Vimos na primeira parte o que é e como evitar a vampirização energética. Só que, na maioria das vezes, a situação é criada ou favorecida por nós mesmos, através de afinidades energéticas com nossos algozes (algo como aquele ditado "assombração sabe para quem aparece"). Mas aí você me pergunta: e quem danado gostaria de ser sugado energeticamente?
Lázaro Trindade, owner da lista Voadores, responde: "Talvez aquele que goste de reclamar de tudo, ou se fazer de vítima, ou aquela pessoa que no fundo adora ficar doente pra não ir a escola quando é criança, para não trabalhar quando adulta, para ter desculpas por seus constantes erros, para ter inclusão social, assunto e atenção extra quando está mais velha. Lá é como aqui!!! O astral é conseqüência (e causa, ao mesmo tempo). Há masoquista de todo jeito. E a maioria nem é TÃO inconsciente assim. Uma pessoa que vive dizendo que "tudo acontece com ela" está alimentando esse padrão. É a "emoção" que ela precisa para viver. O jogo Kick-Me/ Me-Chute /Coitadinho de Mim da Análise Transacional não é jogado só no plano físico, ao contrário. Ser vítima é o alimento energético de quem se coloca assim.Repare também em pessoas que caem no mesmo padrão de relacionamento, sem SEQUER tentar a espiral superior do que teve anteriormente. Aquelas que dizem que "adoram um cafa", ou os caras que por um lado querem alguém direita, linda, querida, certinha, companheira - mas por outro vivem indo atrás das vagabas... Ora, a vida vem e bate, a sintonia espiritual bem JUNTO e é parte inseparável do processo... E de ponta a ponta, o/a sujeito entrou por sua estranha forma de "prazer".Vício é algo que você não consegue ficar sem fazer.

No filme What The Bleep há explicações simples. Os receptores de suas células PRECISAM daquela emoção. Então, seja cocaína, seja um drama, seja compulsão sexual, seja um encosto como forma de crescer, a pessoa - feito mulher de malandro, em alguns casos - se vicia. Precisa de mais e mais daquela conexão. E, de todos os modos, físico, psíquico e espiritual, VAI procurar. E quem CULTUA padrões vibratórios nefastos, em troca de poder, pra se lascar a seguir e usar o tal poder para se livrar das encrencas que o tal poder lhe trouxe? Não é um ciclo, onde por PRAZER as más companhias espirituais vem? E quem adora uma confusão? E quem acha que viver em paz é algo muito chocho e parado? Aquelas pessoas que PERDEM o melhor namorado(a) que tiveram na vida? Que não sossegam em empregos pacíficos? Que vivem procurando uma encrenquinha, para colorir a vida? E quem vai atrás de despachos, contratando entidades menos luminosas pra resolver seus problemas - entidades estas que amanhã, sem "comida", vão lhe arrumar novos problemas para que sejam procuradas novamente - não estão VICIADAS nesse ciclo de ser vítima de um lado, e apelar para a ajuda sobrenatural do outro? E quem vive tomando substâncias, "naturais" e "legais" ou não, como forma de expansão da consciência ARTIFICIAL, com a desculpa de seu ATALHO consciêncial ser "xamânico"? Não estão viciadas em certas terminações celulares que provocam estados alterados, para leva-los a qualquer preço para o lado de lá? E se vão à força, não é claro que vão CAIR na mesma proporção? Mas não é verdade que elas sequer lembram de suas depressões, vômitos e assédios, entretidas que estão no PRAZER de subirem na marra os astrais da ilusão? Não seriam essas pessoas VICIADAS no assédio que vão procurar?

Bene, também da lista Voadores, confirma: A mente é estranha... Tanto no mundo dos espíritos quanto no dos vivos existem pessoas cujo script é serem exploradas pelo outro, às vezes tentando eternizar repetidamente uma situação de mártir aprendida na infância (que na época rendeu carinhos ou atenção), ou então tentando confirmar para si mesmas que, igualzinho ao que a mamãe ensinou, "os homens/mulheres/patrões/amigos etc. Não prestam, só querem nos sugar".... E todo mundo sabe que confirmar o script, num destes jogos psicológicos, é mais do que gratificante para o envolvido - na verdade, é seu objetivo final. E os motivos podem ser mais banais, também. Algumas vezes, deixar-se sugar é uma forma de se fazer necessário. Outras vezes, é simples falta de alternativa. Melhor ter alguém por ali, sugando, do que nada. Na verdade, também no mundo de lá e no de cá, algumas condições básicas são necessárias para que uma pessoa fique vulnerável a ladrões de energia, sendo a principal delas a disposição para dar moleza. E "gostar" e "prazer" são palavras muito relativas, como já dizia Von Sacher Masoch. Vá lá a gente saber o que realmente dá prazer a cada alma humana, por detrás da fachada convencional da persona... Por isso, que nem na piada dos ursos ("Você não vem aqui só pra caçar, né?") Provavelmente quem se deixa vampirizar pode até dizer que não, mas lá no fundo bem que gosta da coisa.

Os vampiros de energias todos nós os conhecemos, sabemos como são, como se vestem, como agem e seus propósitos: sugar o sangue de suas vítimas, pois só assim sobrevivem. Esses são os vampiros dos filmes, seres errantesde capa preta e grandes dentes, ávidos por sangue, que andam pelas sombras em busca de suas vítimas. Mas existe um tipo de vampiro que convivemos diariamente - os vampiros de energia. Eles podem ser nosso irmão, marido ou esposa, empregado, amigo, vizinho, gerente do banco, ou seja, qualquer um do nosso convívio. Eles roubam energia vital, comum no universo, mas que eles não conseguem receber. Mas, afinal, por que estas pessoas sugam nossa energia? Bem, em primeiro lugar a maioria dos vampiros de energia atua inconscientemente, sugando a energia sem saber o que estão fazendo. Isso acontece porque elas não conseguem absorver as energias das fontes naturais e ficam desequilibradas energeticamente. Quando essas pessoas bloqueiam o recebimento destas energias naturais (ou vitais), precisam encontrar outras fontes mais próximas, que nada mais são do que as pessoas ao redor. Na verdade, quase todos nós, num momento ou outro da vida, quando nos encontramos em um estado de desequilíbrio, acabamos nos tornando vampiros da energia alheia. Como identificar e combater essas pessoas?

1. Vampiro cobrador: cobra sempre, de tudo e todos. Quando nos encontramos com ele, já vem cobrando o porquê não lhe telefonamos ou visitamos. Se você vestir a carapuça e se sentir culpado, abrirá as portas. O melhor é usar de sua própria arma, cobrando de volta e perguntando por que ele não liga ou aparece. Deixe-o confuso, sem tempo para retrucar e se retire rapidamente. 2. Vampiro crítico: crítica tudo e todos, e o pior que é só critica negativamente. Vê a vida somente pelo lado sombrio. A maledicência tende a criar na vítima um estado de alma escuro e pesado, que abrirá seu sistema para que a energia seja sugada. Diga "não " à suas críticas e nunca concorde com ele. A vida não é tão negra assim. O melhor é cair fora e cortar o contato. 3. Vampiro adulador: o famoso puxa-saco. Adula o ego da vítima, cobrindo-a de elogios falsos, tentando seduzí-la. Muito cuidado para não dar ouvidos ao adulador, pois ele espera que o orgulho da vítima abra as portas da aura para sugar a energia. 4. Vampiro reclamador: reclama de tudo e de todos. Opõe-se a tudo, exige, reivindica, protesta sem parar. O mais engraçado é que nem sempre dispõe de argumentos sólidos e válidos para justificar seus protestos. A melhor tática é deixá-lo falando sozinho. 5. Vampiro inquiridor: sua língua é uma metralhadora. Dispara perguntas sobre tudo e não dá tempo para que a vítima responda. Na verdade ele não quer respostas mas sim desestabilizar o equilíbrio mental da vítima, perturbando seu fluxo de pensamentos. Para sair de suas garras, não se ocupe à procura de respostas. Reaja fazendo-lhe uma pergunta bem pessoal, contundente e procure se afastar assim que possível.

6. Vampiro lamentoso: são os lamentadores profissionais, que anos a fio choram sua desgraças. Para sugar a energia da vítima, ataca pelo lado emocional e afetivo. Chora, lamenta-se e faz de tudo para despertar pena. É sempre o coitado, a vítima. Corte suas lamentações dizendo que não gosta de queixas, pois elas não resolvem situação alguma. 7. Vampiro pegajoso: investe contra as portas da sensualidade e sexualidade da vítima. Parece um polvo querendo envolver a pessoa com seus tentáculos. Ele suga a energia seduzindo ou provocando náuseas e repulsa. Nos dois casos você estará desestabilizado e vulnerável. Invente uma desculpa e fuja rapidamente. 8. Vampiro grilo-falante: a porta de entrada que ele quer arrombar é o seu ouvido. Pode falar durante horas, e enquanto mantém a atenção da vítima ocupada, suga sua energia vital. Para livrar-se invente uma desculpa, levante-se e vá embora. 9. Vampiro hipocondríaco: cada dia aparece com uma doença nova. É desse jeito que chama a atenção dos outros, despertando preocupação e cuidados. Enquanto descreve os pormenores de seus males e conta seus infindáveis sofrimentos, rouba a energia do ouvinte, que depois sente-se péssimo. 10. Vampiro encrenqueiro: para ele o mundo é um campo de batalha onde as coisas só são resolvidas na base do tapa. Quer que a vítima compre sua briga, provocando nela um estado raivoso, irado e agressivo. Esse é um dos métodos mais eficientes para desestabilizar a vítima e roubar-lhe a energia. Não dê campo para a agressividade, procure manter a calma e corte laços com este vampiro.Bem, agora que você já conhece como agem os vampiros de energia, livre-se deles o mais rápido possível. Mas, não esqueça de verificar se você, sem querer é obvio, não faz parte dessa lista...

quinta-feira, 1 de abril de 2010

VAMPIROS INESQUECÍVEIS SEMPRE!I


SQAUDAÇÕES TENHAM NOITES DE BOA CAÇA E PRAZER!