quarta-feira, 23 de junho de 2010




INTRODUÇÃO

Sempre digo que é um grande prazer conhecer gente que quer conhecer mais sobre esse mundo. As lendas de vampiros existem no mundo todo. A curiosidade e a adoração por vampiros em RPG e vampiros que aparecem no cinema e na tv, vêm da maior parte, dos conhecimentos de novos caminhos para trazer mais pessoas aos grupos e comunidades, e assim, conhecer o que há de real em tudo isso. Por isso, todas as informações que existem sobre os vampiros são importantes para termos uma completa opinião sobre o mito e o real. É através da busca que se encontra o conhecimento. Essas informações é que nos mostrarão uma avaliação mais concreta, trazendo maior absorção de diferenciamento. É através dos mitos que as religiões são fundadas. É através do que se conta que se descobre mais sobre o mito. É através das antigas crenças que nós temos uma nova concepção da vida religiosa e do caos da humanidade. O vampiro na mitologia é um ser nascido da revolta, da descrença, da injustiça, do abandono. O caso mais conhecido além do personagem do Bram Stoker, é a Lilith que foi expulsa do paraíso. Existe algo pior do que seu Deus, seu criador, apontar a porta de saída sem compaixão? Por isso existem muitos que querem saber mais. Tudo bem! Essa é uma histórica religiosa! Um apócrifo, (textos censurados pela religião católica) porém é importante conhecer esta informação para saber de como tudo começou. São através destas informações que adquirimos os motivo da rebeldia de um vampiro. Ir contra os princípios católicos, mas ainda falta mais. Falta sabermos se existe mais. Para onde ela foi? quantos filhos (vampiros) foram gerados? Posso garantir que não foi a Vampirella. (Só nos quadrinhos é claro). Mesmo assim no seu segundo nascimento, pois até então ela era apenas uma "Barbarella" que vagava em outros planetas já que o mar de sangue de Drakulon secou.

Mas a nossa sede por conhecimento só começou. Existe muito ainda, para se descobrir sobre este tema.


VAMPIROS



Os vampiros produziram o mais extenso terror, durante muitos anos, nos povoados da Escandinava, Dinamarca, Alemanha, Áustria, Rússia e Polônia. Particularmente durante o século 18, observa-se um recrudescimento destas idéias no Norte e Centro da Europa. O vampirismo é coisa muito antiga no território hindu e outras partes do mundo asiático. Na ilha de Ceilão, acredita-se desde épocas remotas que os mortos abandonam o sepulcro e aparecem para produzir sustos e danos, e para chupar o sangue das pessoas. Para evitá-lo, era preciso desenterrar o cadáver do vampiro, cortar sua cabeça, arrancar seu coração, e queimá-los, juntamente com as outras partes, em grande solenidade. As vitimas do vampirismo, segundo as crenças, também se transformavam em vampiros.



Fonte: Dicionário de ciências ocultas - 1973



TENHAM UMA BOA NOITE!

segunda-feira, 21 de junho de 2010








SAUDAÇÕES!
TENHAM UMA BOA NOITE!
ÓTIMA SEMANA!

sexta-feira, 18 de junho de 2010

ORAÇÃO DO VAMPIRO!






Oração do Vampiro Sangue nosso que estais nas veias,santificado seja o vosso corpo,vem a nos o vosso liquido seja bebido sempre com vontade,assim no cemitério como na rua. O sangue nosso de cada dia bebemos hoje,perdoai-nos as nossas mas caçadas,assim como nos perdoamos a nossa morte,não nos deixeis dormir sem uma boa caçada mas livrai-nos dos lobisomens.Amem.

TENHAM UMA NOITE GLORIOSA!
UM FINAL DE SEMANA PODEROSO!

quarta-feira, 16 de junho de 2010

VAMPIROS PSIQUICOS



Um vampiro psíquico, energético ou prânico, ou psyvamp para abreviar, é definido como uma pessoa que tem a habilidade inata para tirar da energia de vida de outros. Explicações relativas aos fatos que geralmente cercam vampirismo psíquico variam de um extremo para o outro. Não há um conjunto de "qualidades" que declaram se uma pessoa é ou não um psyvamp, embora a maioria de psyvamps tenda a ter um conjunto de qualidades em comum. Entre elas (mas não necessariamente apenas essas):

Um recém-nascido, herdou, a habilidade adquirida para tirar energia de outros seres humanos. Esta drenagem de energia pode acontecer por contato físico, contato mental, contato sexual, etc.

Alguns psyvamps também retêm a habilidade para tirar energia de coisas, inclusive animais e vários elementos de natureza. Outras habilidades incluem:

* Empatia, ou a habilidade para sentir ou "ler" os sentimentos e emoções de outros.
* A habilidade para perceber a aura humana.
* A habilidade para manipular energia de vida conscientemente. Esta habilidade às vezes pode ser empregada em várias técnicas curativas.
* A habilidade para bloquear ou impedir outros psyvamps de drenar sua energia pessoal.
* Uma preferência pela existência noturna, às vezes envolvendo uma aversão ou reação para luz solar.
* Uma atração para sangue.


A lista acima é só um começo. Nem todos os psyvamps possuem todas as características listadas, da mesma maneira que alguns psyvamps podem possuir características além desses acima. Muitos psyvamps possuem outras habilidades psíquicas também.

Quase todos já entraram em contato com um psyvamp genuíno na vida. Um encontro com um psyvamp pode deixar uma pessoa sentir mal ou cansada. Este fadiga pode acontecer fisicamente, mentalmente ou emocionalmente. Isto significa que todos os psyvamps são maus e roubam energia de vida preciosa daqueles ao redor deles? Definitivamente, não.
O processo de drenagem de energia de outros é diferente de um psyvamp para outro, entretanto algumas linhas comuns aparecem. Para os que o fazem conscientemente, podem concentrar o olhar e simplesmente puxar a energia para eles. Esta técnica que é geralmente é chamada alimentação ou drenagem.

Contato físico geralmente não é necessário durante a drenagem, embora algum psyvamps prefiram utilizá-lo. A maioria do psyvamps tem a habilidade para puxar energia de longe. Alguns preferem puxar energia por contato sexual, e alguns podem puxar energia até mesmo pelo telefone.

Para a maioria dos psyvamps, puxar energia é instintivo. Eles se dão conta subconscientemente da necessidade de energia e imediatamente começam a procurar fontes de energia mentalmente. Um psyvamp pode ser atraído às pessoas hyper. Um psyvamp também pode ser atraído a lugares onde as pessoas congestionam, normalmente lugares onde é provável que energia esteja alta, como clubes ou até mesmo cidades grandes. Nesses casos, um psyvamp pode tirar quantias pequenas de energia de muitas pessoas em vez de escoar um só indivíduo.

Processos curativos

Um tremendo benefício que a habilidade para manipular energia lhe dá é a oportunidade para usá-la para a cura. Um psyvamp treinado pode aplicar as técnicas de uso energia de sua energia para o processo curativo neles e em outros. Isto pode ser feito de dois modos diferentes. A primeira maneira de cura envolve a drenagem da energia estragada do indivíduo doente num esforço limpar e equilibrar o sistema dele. A segunda maneira de cura envolve transferindo energia saudável do psyvamp para o indivíduo doente numa tentativa de somar as forças para o processo curativo do corpo do próprio paciente.

Muitos psyvamps sentem atração por sangue. Muitos psyvamps, especialmente esses que são desinformados da sua verdadeira natureza, viram vampiros bebedores de sangue por ser algo que alivia o sentimento de carência de energia (o sangue tem uma altíssima concentração de energia).

Como uma pessoa se torna um vampiro psíquico?

Embora não haja nenhuma regra comprovada, há várias hipóteses que tentam explicar como um psyvamp se origina. Algumas das hipóteses normalmente ouvidas são:

* Uma pessoa nasce um psyvamp.
* Uma pessoa pode herdar vampirismo psíquico geneticamente.
* Uma pessoa pode ser se transformada em um psyvamp como resultado de um ataque por outro psyvamp.
* Uma pessoa pode ser transformada por um psyvamp treinado e habilidoso que controla a transferência de energia entre os dois até um ponto que o torne um psyvamp.
* Uma pessoa pode se tornar um psyvamp depois de se treinar no uso e manipulação de energia.


É importante lembrar que essas hipóteses são apenas especulações. Não há ainda uma teoria correta e/ou comprovada.


Como eu posso me tornar um vampiro psíquico?

Eu encorajo qualquer um que deseja se tornar um psyvamp para parar e pensar no que pretende ser verdadeiramente... Ser um psyvamp não o faz mais atraente ou sexy. Não o faz mais misterioso. Não lhe oferece o estilo de vida fascinador dos vampiros descrito em ficção, filme e televisão. A realidade da vida de um psyvamp é um real contraste às imagens criadas pelas mídia hoje.

A maioria dos psyvamps é sozinha. Ninguém quer estar ao redor de alguém que constantemente o deixa sentindo falta de energia. Psyvamps são freqüentemente prepotentes, como resultado de se alimentar excessivamente em uma tentativa de compensar a falta de energia. Flutuações drásticas em humor acontecem freqüentemente como resultado de energia instável. Os "baixos períodos" quando o nível de energia de um psyvamp é esvaziado pode conduzir a turnos de depressão. Um psyvamp não treinado pode ser até mesmo um perigoso àqueles ao redor dele. O processo de treinamento é árduo.

Como você pode ver, as desvantagens são imensas. Eu aconselharia qualquer um com o desejo de se tornar um psyvamp a reconsiderar seriamente. Ainda é desconhecido sobre se um indivíduo deve ou não nascer um psyvamp, ou se a condição pode ser passada. Assim eu recomendaria não alimentar suas esperanças.

Como eu sei se fui atacado por um vampiro psíquico?

É importante entender a diferença entre ser atacado e só estar cansado. Todo o mundo entra por pontos na vida em que se sente exausto e/ou deprimido, e estes sentimentos necessariamente não indicam um ataque de psyvamp.

Um ataque de psyvamp pode ser sentido freqüentemente enquanto está acontecendo, quando a vítima é sensível o suficiente para sentir a própria energia. Se você está ao redor de uma pessoa que constantemente o deixa sentindo "escoado", fraco ou cansado, aquela pessoa pode ser um psyvamp.

Eles podem ou não estar conscientes do que estão fazendo.

Defender-se de um ataque de psyvamp não é uma tarefa simples. Uma convicção comum do passado era que cruzar suas pernas e braços simplesmente e enfocar em fechar sua energia dentro de você seriam bastante para impedir para um psyvamp de ganhar acesso à sua energia pessoal. Isto pode funcionar se feito por uma pessoa que é treinada e tem um comando forte sobre a própria energia. Técnicas usadas em treinamento psíquico, como gerar proteções de energia pessoais ou proteções de aura podem ajudar também defender contra um ataque.

Como sei se sou um vampiro psíquico?

A resposta para esta pergunta é subjetiva, pois cada e todo psyvamp é diferente e experimenta as coisas de um modo diferente. Se, lendo essa página, você sente que pode ser um psyvamp, eu encorajo você à pesquisar mais profundamente no assunto.


* Alimente sua alma com mais Vampiros Psíquicos

terça-feira, 15 de junho de 2010

Linha do tempo dos vampiros!!




Este é um artigo sobre Linha do Tempo dos Vampiros, após sua leitura conheça alguns produtos relacionados.

1407 - A palavra "upir" ,em suas primeiras aparições que mais tarde se tornaria "Vampiro" num documento que se refere ao príncipe russo como "Upir Lichy".

1428 - Nasce o tão famoso Vlad Tepes, filho de Vlad Dracul.

1436 - Vlad Tepes se torna o príncipe da Wallachia e vai para Tirgoviste.

1442 - Vlad Tepes e seu pai são aprisionados pelos turcos.

1447 - Vlad Tepes (pai) é decapitado.

1448 - Vlad conquista por um breve tempo o trono da Wallachia, porém destronado se dirige à Moldávia, onde se torna amigo do príncipe Stefan.

1451 - Vlad e Stefan fogem para a Transilvânia.

1456 - Uma pessoa de nome John Hanyadi ajuda Vlad a ter o trono da Wallachia, mas Vladislav Dan é executado.

1458 - Aparece Mathias Corvinus que sucede a John Hanyadi como o rei da Hungria.

1459 - Massacre dos boiardos na Páscoa e a reconstrução do Castelo de Drácula. E Bucareste é estabelecida como o segundo centro de governo.

1460 - Ataque sobre a cidade de Brasov, Romênia.

1462 - Após a batalha no Castelo de Drácula, Vlad vai para a Transilvânia. E inicia um período de 13 anos na prisão.

1475 - As guerras de verão na Sérvia são contra os turcos e em novembro : Vlad retoma o trono da Wallachia.

1476 - Vlad é assassinado.

1560 - Nasce Elizabeth Bathory.

1610 - Bathory é presa por Ter matado centenas de pessoas e de ter nadado em seu sangue. Ela é julgada e condenada recebendo a sentença de prisão perpétua.

1614 - Elizabeth Bathory morre.

1645 - Leo Allatius escreve o 1° Tratado moderno sobre os Vampiros; "De graecorum hodie quirudam opinatio nabus".

1657 - Fr. Françoise Richard associa o vampirismo à bruxaria quando escreve "Relation de ce s'est passé à Sant-Erini Isle de L'Archipel ".

1672 - Uma terrível onda de histeria varre Istra.

1679 - Philip Rohr escreve um texto alemão sobre Vampiros de título : "De Masticatione Mortuorum ".

1710 - A histeria do Vampiro varre a Prússia oriental.

1725 - A histeria do Vampiro volta à Prússia oriental.

1725/30 - A histeria do Vampiro continua na Hungria.

1725/32 - A onda da histeria do Vampiro na Sérvia austríaca produz os famosos casos de Peter Plogojo Witz e Arnold Paul (Paole).

1734 - A palavra vampyre entra para a língua inglesa traduzida de relatos alemães sobre as ondas de histeria vampírica européias.

1744 - O Cardeal Giuseppe Davanzati publica seu tratado Dissertazione sopre I Vampiri.

1746 - Dom Augustin Calmet publica seu tratado sobre os Vampiros, Dissertations sur les Apparitions des Anges, des Démons et des Espirits, et sur les revenants, et Vampires de Hundrie, de Bohême, de Moravie, et de Silésie.

1748 - É publicado o primeiro poema moderno de Vampiros, "Der Vampir", por Heinrich August Ossenfelder.

1750 - Outra onda de histeria vampírica ocorre na Prússia oriental.

1756 - A histeria do Vampiro atinge o pico na Wallachia.

1772 - A histeria do Vampiro ocorre na Rússia.

1797 - Publicação do poema de Goethe "Bride of Corinth" (poema concernente ao Vampiro).

1780-1800 - Samuel Taylor Coleridge escreve "Christabel", considerado hoje como o primeiro poema sobre Vampiros em inglês.

1800 - I Vampiri, ópera de Silvestro de Palma, estréia em Milão, Itália.

1801 - "Thalaba", de Robert Southey, é o primeiro poema a mencionar a palavra Vampiro, em inglês.

1810 - Circulam no norte da Inglaterra relatos de ovelhas com a jugular cortada e o sangue drenado. Publicação de "The Vampyre", de John Stagg, um dos primeiros poemas sobre Vampiros.

1813 - O poema de Lord Byron, "The Giaour", inclui o encontro de um herói com um Vampiro.

1819 - The Vampyre, de John Polidori, a primeira história de Vampiros em inglês, é publicada na edição de abril do New Monthly magazine. John Keats compõe "The Lamia", um poema calcado em antigas lendas gregas.

1820 - Lord Ruthwen ou Les Vampires, de Cyprien Berard, é publicado anonimamente em Paris, em 13 de junho; Le Vampire, a peça de Charles Nodier, estréia no Théâtre de la porte Saint-Martin, em Paris; agosto: The Vampire; or the Bridge of the Isles, uma tradução da peça de James R. Planché, estréia em Londres.

1829 - Março: a ópera de Heinrich Marshner, Der Vampyr, baseada na história de Nodier, estréia em Leipzig.

1841 - Alexey Tolstói publica seu conto, "Upyr", quando morava em Paris. É a primeira história moderna sobre Vampiros escrita por um russo.

1847 - Nasce Bram Stoker. Começa a longa seriação de Varney the Vampire.

1851 - A última obra dramática de Alexandre Dumas, Le Vampire, estréia em Paris.

1854 - O caso do Vampiro na família Ray, de Jewett, Connecticut, é publicado nos jornais locais.

1872 - Sheridan Le Fanu escreve "Carmilla". Vincenzo Verzeni, na Itália, é condenado por assassinar duas pessoas e por beber seu sangue.

1874 - Relatos de Ceven, na Irlanda, informam que ovelhas tiveram seus pescoços cortados e seu sangue drenado.

1888 - Editado o Land Beyond the Forest, de Emily Gerard. Vai se tornar a fonte principal de informações sobre a Transilvânia para o Drácula, de Bram Stoker.

1894 - O conto de H. G. Wells, "The Flowering of the Strange Orchid", é o precursor das histórias de ficção científica sobre Vampiros.

1897 - Drácula, de Bram Stoker, é publicado em Londres. "The Vampire", de Rudyard Kipling, se torna uma inspiração para a criação do Vampiro como um personagem estereotipado no palco e na tela.

1912 - The Secret of House N° 5, possivelmente o primeiro filme sobre Vampiros, é produzido na Grã-Bretanha.

1913 - É publicado Drácula's Guest, de Stoker.

1920 - Drácula, o primeiro filme baseado no livro, é produzido na Rússia. Não há cópias.

1921 - Cineastas húngaros produzem uma versão de Drácula.

1922 - Nosferatu, um filme mudo alemão, é produzido pela prana Films, é a terceira tentativa de filmar Drácula.

1924 - A versão de Drácula para o palco, de Hamilton Deane, estréia em Derby. Fritz Haarmann, de Hanover, Alemanha, é preso, julgado e condenado por matar mais de vinte pessoas numa orgia criminal vampírica. Sherlock Holmes tem seu único encontro com um Vampiro em "The case of the Sussex Vampire".

1927 - 14 de fevereiro: versão para o palco de Drácula estréia no Little Theater de Londres. Outubro: a versão americana de Drácula, estrelando Bela Lugosi, estréia no Fulton Theater de New York. Tod Browning dirige Lon Chaney em London After Midnight, o primeiro longa-metragem sobre Vampiros.
1928 - A primeira edição do influente trabalho de Montague Summers, The Vampire: His Kith and Kin, aparece na Inglaterra.

1929 - O segundo livro de Montague Summers, The Vampire in Europe, é publicado.

1931 - Janeiro: avant-première da versão espanhola Drácula. Fevereiro: versão americana para o cinema, Drácula, com Bela Lugosi, estréia no Roxy Theater, em New York. Peter Kürten, de Dusseldorf, Alemanha, é executado após ser julgado culpado de assassinar várias pessoas numa orgia vampírica.
1932 - Lançado o altamente aclamado filme Vampyr, dirigido por Carl Theodor Dreyer.

1936 - Lançado o filme Drácula's Daughter, pela Universal Pictures.

1942 - "Asylum", a primeira história sobre um Vampiro alienígena, de A. E. Van Vogt.

1943 - "Son of Dracula" (Universal Pictures) com Lon Chansey, Jr., como Drácula.

1944 - John Carradine interpreta Drácula pela primeira vez em Horror of Frankenstein.

1953 - Drakula Istanbula, um filme turco adaptado de Drácula, é lançado. Eerie N° 8 inclui a primeira história em quadrinhos adaptada de Drácula.

1954 - O código das histórias em quadrinhos bane os Vampiros. I Am Legend, de Richard Matheson, apresenta o vampirismo como uma doença que altera o corpo.

1956 - John Carradine interpreta Drácula na primeira adaptação para a televisão no programa Matinee Theater. Kyuketsuki Ga, o primeiro filme japonês sobre Vampiros, é lançado.

1957 - O primeiro filme italiano sobre Vampiros, "I Vampiri", é lançado. O produtor americano Roger Corman faz o primeiro filme de ficção científicas sobre o Vampiro, "Not of This Earth". "El Vampiro", com German Robles, é o primeiro de uma série de filmes mexicanos sobre Vampiros.

1958 - A Hammer Films, da Grã-Bretanha, inicia uma nova onda de interesse pelos Vampiros com o seu primeiro filme Drácula, lançado nos Estados Unidos como The Horror of Drácula. O primeiro número de Famous Monsters of Filmland assina um novo interesse pelos filmes de Horror nos Estados Unidos. 1959 - "Plan 9 From Outer Space" é o último filme de Bela Lugosi.

1961 - "The Bad Flower" é a primeira adaptação coreana de Drácula.

1962 - Fundação da Count Drácula Society, em Los Angeles, por Donald Reed.

1964 - "Parque de juegos" é o primeiro filme sobre Vampiros produzido na Espanha. "The Munsters" e "A Família Addams", duas comédias de horror com personagens vampíricos, abrem a temporada de outono na televisão.

1965 - Jeanne Youngson funda The Count Dracula Fan Club, The Munsters, baseado na série de TV do mesmo nome, é a primeira série de histórias em quadrinhos que destaca um personagem vampírico.

1966 - Dark Shadows estréia na rede ABC, na programação da tarde.

1967 - Abril: No episódio 210 de Dark Shadows, o Vampiro Barnabas Colins faz sua primeira aparição.

1969 - O primeiro número de Vampirella, a história em quadrinhos de maior duração até hoje, é lançado. Denholm Elliott faz o papel-título na série Drácula, produção televisiva da BBC. "Does Dracula Really Suck? (Drácula and the Boys)" é lançado como o primeiro filme a apresentar um Vampiro gay.

1970 - Christopher Lee estrela em "El Conde Drácula", adaptação espanhola de Drácula. Sean Manchester funda the Vampire Reserarsh Society.

1971 - A Marvel Comics lança a primeira cópia de um livro sobre Vampiros pós-Código das histórias em quadrinhos, The Tomb of Drácula. Morbius, o Vampiro Vivo, é o primeiro novo personagem introduzido após a revisão do código que permitiu o reaparecimento de Vampiros em histórias de quadrinhos.
1972 - The Night Stalker, com Davis McGavin, se torna o filme de TV mais assistido até essa data. "Vampire Kung-Fu" é lançado em Hong Kong como o primeiro de uma série de filmes de artes marciais vampíricos. "In Search of Drácula", de Raymond T. McNally e Radu Florescu, introduz Vlad, o Empalador, o Drácula histórico, ao mundo dos fãs do Vampiro contemporâneo. "A Dream of Drácula", de Leonard Wolf, complementa o trabalho de McNally e de Florescu ao chamar atenção para a lenda do Vampiro. "True Vampire of History", de Donald Glut, é a primeira tentativa de juntar as histórias de todas as figuras históricas de Vampiros. Stephen Kaplan funda The Vampire Research Center.

1973 - A versão Drácula, da Dan Curtis Productions, apresenta o ator Jack Palance num filme feito para a TV. "Vampires", de Nancy Garden, inicia uma onda de literatura juvenil para crianças e jovens.

1975 - Fred Saberhagen propõe que seja Drácula mais como herói do que como vilão em "The Drácula Tape". The world of Dark Shadows é fundada como a primeira fanzine Dark Shadows.

1976 - Publicação do livro Interview with Vampire, de Anne Rice. Stephen King é recomendado para o world Fantasy Award por seu romance Salem's Lot. Shadowcon, a primeira convenção nacional Dark Shadows, é organizada pelos fãs de Dark Shadows.

1977 - Uma nova e dramática versão de Drácula estréia na Broadway, com frank Langella. Lois Jordan faz o papel principal em Count Drácula, uma versão de três horas do romance de Bram Stoker, na TV BBC. Martin V. Riccardo funda o Vampire Studies Society.

1978 - O livro Hotel Transylvania, de Chelsea Quinn Yarbro, junta-se aos volumes de Fred Saberhager e Anne Rice como um terceiro grande esforço para iniciar uma reavaliação do mito do Vampiro durante a década. Eric Held e Dorothy Nixon fundam o Vampire Information Exchange.

1979 - Baseado no sucesso da nova produção de Broadway, a Universal Pictures refilma Drácula (1979), com Frank Langella, A gravação pela banda Bauhaus de "Bela Lugosi's Dead", torna-se o primeiro sucesso do novo movimento de rock gótico. Shadowgram é fundada como uma fanzine Dark Shadows.

1980 - A Bran Stoker Society é fundada em Dublin, na Irlanda. Richard Chase, conhecido como o Drácula assassino de Sacramento, Califórnia, comete suicídio na prisão. A world Federation of Dark Shadows Clubs (atualmente Dark Shadows Official Fan Clubs) é fundada.

1983 - Na edição de dezembro de Dr. Strange, o ás ocultista da Marvel Comics mata todos os Vampiros do mundo, banindo-os assim das histórias em quadrinhos pelos seis anos seguintes. É fundado o Dark Shadows Festival para anfitriar a convenção anual de Dark Shadows.

1985 - Publicação do livro The Vampire Lestat, de Anne Rice, que alcança a lista dos best-sellers.

1989 - A derrubada do ditador romeno Nicolae Ceaucescu abre a Transilvânia para os fãs de Drácula . Nancy Collins ganha o Bram Stoker Award por seu romance Sunglasses After Dark.

1991 - Vampire: The Masquerade, o mais bem sucedido role-playing game, ou RPG, é lançado pela White Wolf.

1992 - Estréia Bram Stoker's Drácula, dirigido por Francis Ford Coppola. Andrei Chikatilo, da Rússia, é condenado à morte após matar e vampirizar cerca de 55 pessoas.

1994 - A versão cinematográfica de "Interview with Vampire", de Anne Rice, estréia com Tom Cruise no papel do Vampiro Lestat e Brad Pitt como o Vampiro Louis.

* Alimente sua alma com mais Linha do Tempo dos Vampiros



segunda-feira, 14 de junho de 2010

vampirismo, introdução!




1 - Vampiro: s.m No folclore eslavônico medirional, o espírito de uma pessoa morta, ou um corpo revivido por um espírito mau. Os vampiros saem de túmulos à noite para sugar o sangue humano. Na literatura dos séculos XIX e XX - em E.T.A Hoffman e Gogol por exemplo - os vampiros assumiram um caráter cada vez mais demoníaco: basta lembrar a figura cinematográfica de Drácula. || No dicionário filosófico de Voltaire vampiros são corpos que saem das suas campas de noite para sugar o sangue dos vivos, nos seus pescoços ou estômagos, regressando depois aos seus cemitérios. || (Fig.) Aquele que enriquece a custa alheia e/ou por meios ilícitos. || (Fig.) Aquele que explora os pobres em beneficio próprio. || Bras. Designação de morcego hematofago, demondontídeo, especialmente Desmodus rotundus,

de colocarção castanho-parda, transmissor de raiva aos animais bovinos que ocasionalmente suga homens, retirand pequena quantidade de sangue.


2 - Vampirismo:

s.m Absorção deliberada das forças físicas ou psíquicas. || Crença nos vampiros.|| Fig. Avidez demasiada || Qualidade de vampiro ou vamp.


Introdução

As lendas e mitos em torno da figura dos vampiros e umd estes mitos constantes que aparecem de forma independente e insuspeita no imaginário de diversos povos. Talvez sua origem seja baseada em um antigo mito de que através do beijo seria possível apoderar-se da vida e da alma de outra pessoa; a exemplo de muitos povos africanos que acreditavam que o beijo era algo diabólico e que a pessoa beijada poderia ter sua alma absorvida se permitisse ser beijada. Entre os antigos astecas havia essa mesma alusão ao beijo, entretanto o mesmo não era considerado demoníaco, e sim uma forma de canibalização que simbolizava a oferta ritual da pessoa a ser sacrificada aos deuses. O sangue também tem um forte valor simbólico em diversas culturas: significa vida, paixão, poder, força, e também carrega consigo uma série de tabus e interditos. É difícil afirmar quando surgiram as primeiras histórias, pois aparecem referências desde a Grécia antiga.


Assim presente no folclore de muitas culturas, o vampiro ganhou vida eterna através da literatura a partir do início do século XIX. Autores como Hoffman e Gogol também contribuíram com o mito. Drácula, de Bram Stoker, foi editado em 1897 e, desde então, jamais deixou de ser publicado.

Textos sobre Vampiros





sábado, 12 de junho de 2010

O AMOR DO VAMPIRO !




O Amor do Vampiro Em tua face cadavérica e pálida Pressinto um amor estranho: Pelo sangue de teu humano rebanho? Ou pela donzela viva e cálida? A paixão latente e esquálida No órgão desmorto é um ganho. Pútrido coração sem tamanho No qual a paixão é inválida... Amor torpe, espectral e exangue O qual ressuscita o morto sangue E traz à tona uma simpatia ao horror... Vampiro! Toma a voluptuosa donzela! Ama-a e sorva toda a vida dela! Esta é a tênue diferença entre amor e terror! Escrito em 23/03/2007. Paladino Carbone
SAUDAÇÕES!!
FELIZ DIA DOS NAMORADOS!!
ÓTIMO DOMINGO!!


quinta-feira, 10 de junho de 2010

..O Livro do Sonhar...



Shurpu Kishpu
...O Livro do Sonhar...

Transcrição comentada da tradição oral:
Shurpu Kishpu é a sabedoria oral dos antigos Ensinamentos de Hekal Tiamat, do Templo do Dragão Vampiro. Foram memorizados o sutras concisos ou Palavras de Poder comumente que então se expandiram em uma instrução oral de professores experientes da Grande Família de Vampiros Mundial. Nisto está contido os elementos essenciais que incluem os Mistérios do Sacerdócio. Para os não iniciados e os desprevenidos estes "segredos" abertos permanecem fechados em sua compreensão autêntica e realização. Aqui é a descrição mais antiga da Ponte entre os Mundos. Leia, aprenda, perceba e atinja!
"A Vida do Sonho é a Única Vida."
O corpo do sonho e o corpo astral são um. O corpo astral vive dentro do corpo de carne vivente. O corpo astral anima o corpo de carne. O que você chama sua vida é este corpo astral.
"A Morte do Sonho é a Única Morte."
Quando o corpo astral se separa completamente do corpo de carne esta é a morte física. Depois da morte física, as vidas astrais permanecem durante um tempo até a segunda morte quando o astral também acaba.
"O Adormecido Nasceu para Morrer."
O mortal é ele que morre fisicamente e então permite que o corpo astral também sofra fome e morra. O mortal é "Adormecido" à possibilidade para imortalidade.
"O Sonhador Nasceu para Viver."
O Vampiro é aquele que aprende a arte da tomada de força vital dos corpos de outros para evitar a segunda morte e se manter vivo como um Ser Imortal. O Vampiro sonha com as possibilidades de vida perpétua.
"O Sangue é Vida."
A necessidade do Vampiro não é beber sangue físico para viver, mas sim a força vital transmutada que é o próprio Sangue para perpetuar a vida quando a morte chegar e fornecer os reais poderes de um vampiro.
"O Sonho é Feito de Carne."
O Vampiro pode fazer o corpo astral ser sólido para o toque de humanos de carne usando bastante força vital. Ainda o Vampiro retém as qualidades do corpo astral.
"O Sonho está na Carne."
O corpo astral é composto de uma forma mais refinada de matéria e não está dentro do espectro claro visível. Conseqüentemente o Vampiro não pode ser visto pelo olho, ou no espelho, ou na máquina fotográfica. A forma do Vampiro astral é, entretanto visível aos olhos astrais do humano de carne aquela forma que não reflete luz. Um Vampiro Vivo retém um corpo físico. Esses Que Subiram atingiram controle de projeção astral. Os Deuses Não Mortos abandonaram a necessidade absoluta e completamente de corpos físicos.
"O Sonho é da Mente".
O corpo astral é um maleável e assim o Vampiro pode assumir qualquer forma. Para movimento rápido via aérea é a forma de morcego ou pássaro. Para movimento rápido através de terra é a forma de lobo ou gato. Para invisibilidade é a forma de névoa ou pó. Formas aterradoras para apavorar suas vitimas, formas sedutoras para as encantar
"A Mente está no Sonho."
O melhor meio do Vampiro desfrutar sua forma é a forma humana para fundir e misturar-se com rebanho humano para a Caça. Alguns Vampiros que ficam arrogante e ansiosos pelas reações de mortais exibirão seus poderes de vôo, rapidez, força e invulnerabilidade abertamente. Tal ato exibe o dano da Caça e alerta a presa.
"O Sonhador Escolhe O Sonho."
Se tornar Vampiro requer uma ação que a maioria do mortais não fará. Nunca seu trabalho de se tornar vampiro estará completo se você só se preocupar com sua vida após a primeira morte. Permanecer vivo porque se deseja isso. Um mortal tem que comer, beber e proteger o seu corpo de carne dos extremos dos elementos. Estas ações requerem esforço e o mortal tem que ter um propósito para permanecerem vivos e continuar entrando estas em ação necessárias. Vampiros não precisam.
"O Sonhador Ama O Sonho.'
O Vampiro estende vida por ações semelhantes. O Vampiro tem que amar a própria vida o bastante de forma que lá sempre permanecerá antes de qualquer razão para continuar com sua vitalidade.
"O Sonhador Come o Adormecido."
O Vampiro entende a tomada requerida de força vital de mortais como um sustento para sua vida astral. O Vampiro suportará contanto que ele leve Sangue mortal (força vital) e não se faça a presa compartilhar dos prazeres do Sonho.
"O Sonho Cheio Tem Poder."
Os poderes do corpo astral são responsáveis pela maioria das coisas que os mortais chamam de magia. O Vampiro utilizará de seus rituais mágicos para fortalecer o corpo astral, satisfazer sua vida livrar-se de obstáculos, bem como também para firmar o compromisso dele com a imortalidade e com a sua Família de Vampiro.
"Os Poderes do Sonho São Cinco. "
Ver com olhos astrais é clarividência, divinação. Sentir com toque astral é psicometria, o sexto sentido. Ouvir com ouvidos astrais é clairiaudiência. Mover o físico no astral é telepresença. Falar com a voz astral é telepatia e dominação mental.
"O Sonhador é Conhecido Pela Mente."
O Vampiro é uma ilusão mental às sensações do mortal. Não há nenhuma forma física bruta para ver ou tocar. Há só a projeção do corpo do sonho do Vampiro na mente da presa mortal.
"O Sonhador não é a Carne."
O Vampiro pode mover o físico, contudo o que parece ser a mão dele elevando um vidro é sua telecinésia que move aparentemente o vidro pego por sua mão astral intangível. O Vampiro também sente que ele está elevando o vidro mas se ele não se alimentar com força vital e perder poder, a mão dele não poderá moveria ou até mesmo sentir o vidro físico.
"O Sonhador Rege à Carne."
A força do Vampiro para mover objetos físicos vem do reservatório de energia que ele levou do viver. Assim ele não está limitado pelas mecânicas dos músculo mas pode ultrapassar limitações mortais. Ele não precisa ir para chegar e pode estar em mais de um lugar ao mesmo tempo.
"A Carne Obedece a vontade."
O Vampiro também pode mover objetos físicos sem os tocar aparentemente com até mesmo o corpo astral dele estendendo um filamento do ser dele para o objeto que deseja afetar. Como a corda astral do Vampiro vivente, este filamento pode estar tão bem sobre às percepções do mortal. Da perspectiva do Vampiro, a intenção dele seria desejar uma porta fechada e com a vontade, fechar a porta. Se ele olha cuidadosamente pode perceber o filamento do corpo dele que executou a ação.
"O Dormente vê o Sonho."
A ilusão da forma física projetada à mente do mortal às vezes não incluirá elementos importantes que sempre estão presente em realidade física. A mente mortal às vezes não incluirá caso contrário raramente alguma terra comum notada conseqüência de presença física. O mortal não pode notar nenhuma imagem do Vampiro no espelho ou sombra. O olhar de surpresa ou confusão deveria alertar o Vampiro e a vontade do mortal ira ver a imagem do espelho ou sombra. Assim o mortal relaxará como sua própria ilusão.
"O Sonhador Dorme no Sonho."
Quando o Vampiro astral dorme, o corpo astral dele permanece na mesma localização física. Se um mortal descobre a forma dele, a ilusão falha e não há mais nenhuma sombra, nenhum reflexo no espelho, nenhum registro por máquina fotográfica, nenhum registro nos sons registrados em fita - estas imperfeições alertarão o mortal à realidade da condição astral do Vampiro.
"O Sonhador não Morre Adormecido."
O mortal não tem recursos para destruir o Vampiro de acordo com as superstições da tradição. Uma estaca física de madeira pelo coração astral do Vampiro não causa nenhum dano. Nenhum alho nem símbolos religiosos como crucifixos causam qualquer resposta no Vampiro a menos que o Vampiro acredite que tal pratica é potente. Em tal caso, qualquer dor ou deformação do corpo astral é produzido só pela mente do Vampiro. A menos que o Vampiro acredite que ele verdadeiramente está morrendo (e isso pode até conduzir eventualmente a uma morte astral), o Vampiro é incólume por tal aventura.
"O Sonhador se alimenta no Sono."
Se o mortal não acorda do sono Vampiro astral, ele não encontrará nenhum corpo que ele possa tocar, mas só uma imagem holográfica intangível. As mãos mortais dele atravessarão a forma do Vampiro uma vez que não é verdadeiramente físico. Porém, o Vampiro mais experiente puxará força vital automaticamente do mortal até mesmo em sono fundo. Assim o mortal normalmente desfalecerá do dreno súbito.
"O Sonhador não Morre, Desperta."
Assim o Vampiro dormente, se livrou das superstições de cultura humana, permanece impérvio ao assassino do "Vampiro mortal" casual. Porém, o Vampiro pode posar uma ameaça séria para outro Vampiro levando a energia acumulada dele.
"Os Sonhador Come os Dormentes."
Vampiros raramente pilham um ao outro, o esforço que é exigido é grande demais comparado a facilidade de que a força vital é retirada dos mortais.
"Os Sonhador está Acordado."
Vampiros aprendem a respeitar aqueles iguais a eles. A sabedoria acumulada de séculos que um Vampiro antigo pode compartilhar faz com que a ansiedade de sabedoria dê aos merecedores um valor autêntico comparado com um relativamente ignorante mortal de quem a mente pequena está cheia com trivialidades inúteis e tolice supersticiosa.




TENHAM UMA BOA NOITE!!

quarta-feira, 9 de junho de 2010

OS 10 MELHORES FILMES DE VAMPIROS!!



Oi! Voltei, mas uma fuga dos afazeres para postar! Inspirado pelo frenesi causado pelo “Crepúsculo” eu ressucito o Top 10 deste blog com o melhor tema que ele já viu!

1. Entrevista com Vampiros
2. Os Garotos Perdidos
3. Um Drink no Inferno
4. Blade, o Caçador de Vampiros
5. Crepúsculo
6. Deu a Louca nos Monstros
7. A Hora do Espanto
8. Anjos da Noite
9. Um Drink no Inferno 2: Texas Sangrento / Blade II: O Caçador de Vampiros
10. Drácula 2000

Comentários rápidos sobre a lista:

Entrevista com Vampiros é um clássico do cinema moderno, uma trinca com Brad Pitt, Tom Cruise e então criança Kirsten Dunst. Misto de drama, amor e suspense. O Melhor!

Os Garotos Perdidos é um clássico da sessão da tarde, a dupla de Coreys (Corey Feldman e Corey Haim) arrasa geral neste filme, marcou minha adolescência e de muita gente. O mais divertido do gênero ao lado de Deu a Louca nos Monstros.

Um Drink no Inferno, muita ação como nunca se tinha visto em filmes de vampiro, eu gostei muito quando vi, me surpreendeu a forma como foi apresentado. O filme de mais ação trash do gênero.

Blade, o Caçador de Vampiros, o herói da Marvel, Blade como personagem ressurgiu após o sucesso do filme. É uma abordagem diferenciada a questão dos vampiros mas segue a linha original de como matá-los e de que tudo teve início no drácula. Muita ação convecional neste filme, tem 88 mortos.

Crepúsculo, trás uma abordagem totalmente nova com vampiros “bonzinhos” que não matam e tem uma vida social teoricamente normal. Este filme encanta, motivo deste post.

Deu a Louca nos Monstros, simplesmente um clássico juvenil, inesquecível, vi muitas e muitas vezes. Está por que além de ter Frankstein e lobisomen entre os monstros, o chefe, claro, é o Conde Drácula.

A Hora do Espanto, sucesso total na década de 80, mais um veterano de sessão da tarde. Cativamente ao ponto de neste momento eu querer ver ele de novo.

Anjos da Noite, aderindo ao modelo novo de filmes de vampiro (tipo Blade) com armas modernas, confrontos com lobisomen e outras coisas. Bem feito com efeitos legais e enredo interessante.

Um Drink no Inferno 2: Texas Sangrento / Blade II: O Caçador de Vampiros, bons filmes porém não tão bons como seus predecessores, merecem estar aqui pois apesar serem continuações, ainda assim são melhores do que outros que assiste (Buffy, a Caça Vampiros e Rainda dos Condenados, uff!).

Drácula 2000, não é tão ruim mas particularmente não me cativou, porém reconheço que sua história totalmente original, fugindo de Vlad Tepes de Bram Stoker e explicando alguns temores vampiréscos como Bíblia, crucifixo, água benta e até roubando a prata dos lobisomens (explicadamente).

Atenção: Nesta lista contei somente os filmes que assisti pois não posso opinar sobre os que não vi, eu amo fazer listas, mas listas justas é claro, por isso sei que existem filmes de fora da lista porém melhores, conto a ajuda de vocês! Opinem, é de graça!

Abraços Pitty & Fer

terça-feira, 8 de junho de 2010

VAMPIRO SOMBRIO!!


"vampiro sombrio"
" vampiro sombrio"

rosas sangrentas !
noite sombria !
é noite de lua cheia , os vampiros estao atentos vao sair na madrugada em busca de sangue , apenas a procura de sangue !
madrugada fria e gelada imença escuridao na sacada
-ouço passos !
-pensei ter visto ele vindo em minha direçao
ele se jogou do 10 andar
o vampiro mais lindo e sangrento da madrugada
eu que sonhei, e planejei tanto essa noite , ele que me falava que em uma noite de lua cheia ia vir me roubar : me por em seu cavalo negro protegendo meu coraçao de tudo e de todos!
passamos noites planejando viver um para o outro e foi justamente em uma noite que mais precisei de vc , que vc me deixou
esqueçendo que a gente era dois corpos mais apenas um coraçao

scarllet horrana cambui paes



TENHAM UMA BOA NOITE!!

segunda-feira, 7 de junho de 2010

O SACRIFÍCIO! A BÍBLIA VAMPIRA!



No verdadeiro ritual mágico os Não Mortos são chamados para estarem presentes junto ao vampiro vivo com a finalidade de comunhão. Atrair os Não Mortos para oferecer energia de força vital é a chave para um ritual mágico próspero. Mais adiante perceberá que só a força vital do vampiro encarnado servirá para este propósito. Não acredite que sacrificando a vida de qualquer outro ser conseguirá qualquer propósito no ritual! Além disso, a destruição de uma vida física não serve para qualquer propósito e é um desperdício de força vital. Tal desperdício provoca ira nos Deus Mais Velhos Não Mortos e pode, de fato, ganhar a cólera e o ódio deles. Nunca use assassinato humano ou animal de sangue em um ritual.
Nunca desperdice comida. Nunca provoque a Ira dos Não Mortos.
Ao mesmo tempo o Vampiro vivo próspero oferecerá suas próprias reuniões de força vital como um presente e uma tentação para chamar a atenção e a rede dos Não-Mortos.
Na presença destes verdadeiros Deuses, o Vampiro Vivo gradualmente se transforma e eleva-se de corpo e alma, para o Estado definitivo do Vampiro. Embora seja relativamente raro que a condição imediata de vampiro aconteça de uma vez, com pouca reunião de força vital isso não é desconhecido. Afinal os Deuses Não-Mortos fazem o que querem!
Assim, a melhor preparação para o ritual mágico é juntas força mágica é juntar força vital por esforço pessoal do que tentar um sacrifício de carne merecedor para oferecer aos Deuses Não-Mortos.
SADAÇÕES!!
TENHAM UMA BOA NOITE!!
BOA SEMANA!

sexta-feira, 4 de junho de 2010

ORAÇÃO DO VAMPIRO. ORAÇÃO DO LOBISOMEN,ORAÇÃOTWILIGHT



Oração do Vampiro

Edward Cullen que estás em Forks,

Santificado seja o sangue que tomais,

Venha a mim pela minha janela,

Seja feita a tua vontade,

Num dia de chuva ou em nossa campina,

O sangue que pulsa em minhas veias bebeis hoje,

Perdoai seu eu lhe causo dor,

Assim como eu lhe perdo a vontade de me morder,

Me deixe sair com lobisomens

E seja meu eterno vampiro...



Oração do Lobisomem


Jake lobinho cheio de graça,

Você é totoso

Bendito é você entre os lobisomens descamisados,

Bendito seja o seu sorriso

Billy Black pai de Jacob,de permissão de namorar seu filho lindo,
agora e até a hora de minha transformação!

Amém!

Oração de Twilight



Filme nosso que estais no cinema,

santificado sejam os personagens.

Edward venha conosco,

e faça a nossa vontade,

assim no Brasil como em Forks.

Trailers nossos de cada dia,

nos dai forças,

perdoai as nossas histerias,

assim como nós perdoamos,

a eles por serem tão perfeitos,

nos deixe nessas tentações,

mas livrai- nos dos normais.



Oração de New Moon:

Lua que estás no céu

Mas não se vê

Lua que me trouxe você

Levou de mim a perfeição

Buraco no meu coração

Me tirou, mas também me presenteou

Dêu-me um lobinho

Pelo qual eu tenho carinho.

Lindo e maravilhoso

É o Jakelicíosos

Crèditos: Mary, Tica e Bytcy




SAUDAÇÕES!!
TENHAM HOJE UMA BOA NOITE
E

quarta-feira, 2 de junho de 2010

TIPOS DE VAMPIROS!



TIPOS DE VAMPIROS

Asanbasam – vampiros africanos. São vampiros normais só que possuem em vez de pés, cascos. Tendem a morder as suas vítimas no polegar

Baital – vampiros indianos. São metade homem, metade morcego, e têm mais ou menos um metro e meio de altura

Baobhan Sith – é uma fada demónio escocesa, que aparece como uma jovem a dançar para um homem até o esgotar, para depois se alimentar dele. É morta por ferro frio.

Ekiminu – são espíritos malignos assírios, metade fantasma, metade vampiro, causados por um sepultamento impróprio. São destruídos por armas de madeira ou par exorcismo

Lamia – são exclusivamente fêmeas. São metade humana, metade animal (normalmente uma cobra). Elas comem a carne das suas vítimas e bebem o seu sangue. São destruídas com armas normais

Nosferatu – é outro nome para o vampiro original

Rakshasa – poderosa vampira e feiticeira indiana. Normalmente aparenta um ser humano com características animais (têm por exemplo garras). Podem ser destruídas por fogo extremo, luz solar ou exorcismo

Strigoiul – vampiro romano. São muito parecidos com o vampiro original, mas preferem atacar em bando. Podem ser destruídos se for posto alho na sua boca ou removendo-lhes o coração
Vlokoslav – vampiros sérvios. Apresentam pessoas trajadas de branco. São diurnos e nocturnos. Podem assumir a forma de um cavalo ou de uma ovelha. Comem as suas vítimas e bebem o seu sangue. Podem ser destruídos quando são decepados os dedos dos pés ou com um prego trespassado no pescoço.
Fonte: grandesmisterios.com.sapo.pt/vampiros_1.html - http://sweet.ua.pt/~isca5732/nova_pagina_6.htm#VAMPIROS












BOA NOITE!!!

BOM FERIADO!!!

terça-feira, 1 de junho de 2010

O LIVRO DO SONHAR!!



Shurpu Kishpu
...O Livro do Sonhar...


Transcrição comentada da tradição oral:
Shurpu Kishpu é a sabedoria oral dos antigos Ensinamentos de Hekal Tiamat, do Templo do Dragão Vampiro. Foram memorizados o sutras concisos ou Palavras de Poder comumente que então se expandiram em uma instrução oral de professores experientes da Grande Família de Vampiros Mundial. Nisto está contido os elementos essenciais que incluem os Mistérios do Sacerdócio. Para os não iniciados e os desprevenidos estes "segredos" abertos permanecem fechados em sua compreensão autêntica e realização. Aqui é a descrição mais antiga da Ponte entre os Mundos. Leia, aprenda, perceba e atinja!
"A Vida do Sonho é a Única Vida."
O corpo do sonho e o corpo astral são um. O corpo astral vive dentro do corpo de carne vivente. O corpo astral anima o corpo de carne. O que você chama sua vida é este corpo astral.
"A Morte do Sonho é a Única Morte."
Quando o corpo astral se separa completamente do corpo de carne esta é a morte física. Depois da morte física, as vidas astrais permanecem durante um tempo até a segunda morte quando o astral também acaba.
"O Adormecido Nasceu para Morrer."
O mortal é ele que morre fisicamente e então permite que o corpo astral também sofra fome e morra. O mortal é "Adormecido" à possibilidade para imortalidade.
"O Sonhador Nasceu para Viver."
O Vampiro é aquele que aprende a arte da tomada de força vital dos corpos de outros para evitar a segunda morte e se manter vivo como um Ser Imortal. O Vampiro sonha com as possibilidades de vida perpétua.
"O Sangue é Vida."
A necessidade do Vampiro não é beber sangue físico para viver, mas sim a força vital transmutada que é o próprio Sangue para perpetuar a vida quando a morte chegar e fornecer os reais poderes de um vampiro.
"O Sonho é Feito de Carne."
O Vampiro pode fazer o corpo astral ser sólido para o toque de humanos de carne usando bastante força vital. Ainda o Vampiro retém as qualidades do corpo astral.
"O Sonho está na Carne."
O corpo astral é composto de uma forma mais refinada de matéria e não está dentro do espectro claro visível. Conseqüentemente o Vampiro não pode ser visto pelo olho, ou no espelho, ou na máquina fotográfica. A forma do Vampiro astral é, entretanto visível aos olhos astrais do humano de carne aquela forma que não reflete luz. Um Vampiro Vivo retém um corpo físico. Esses Que Subiram atingiram controle de projeção astral. Os Deuses Não Mortos abandonaram a necessidade absoluta e completamente de corpos físicos.
"O Sonho é da Mente".
O corpo astral é um maleável e assim o Vampiro pode assumir qualquer forma. Para movimento rápido via aérea é a forma de morcego ou pássaro. Para movimento rápido através de terra é a forma de lobo ou gato. Para invisibilidade é a forma de névoa ou pó. Formas aterradoras para apavorar suas vitimas, formas sedutoras para as encantar
"A Mente está no Sonho."
O melhor meio do Vampiro desfrutar sua forma é a forma humana para fundir e misturar-se com rebanho humano para a Caça. Alguns Vampiros que ficam arrogante e ansiosos pelas reações de mortais exibirão seus poderes de vôo, rapidez, força e invulnerabilidade abertamente. Tal ato exibe o dano da Caça e alerta a presa.
"O Sonhador Escolhe O Sonho."
Se tornar Vampiro requer uma ação que a maioria do mortais não fará. Nunca seu trabalho de se tornar vampiro estará completo se você só se preocupar com sua vida após a primeira morte. Permanecer vivo porque se deseja isso. Um mortal tem que comer, beber e proteger o seu corpo de carne dos extremos dos elementos. Estas ações requerem esforço e o mortal tem que ter um propósito para permanecerem vivos e continuar entrando estas em ação necessárias. Vampiros não precisam.
"O Sonhador Ama O Sonho.'
O Vampiro estende vida por ações semelhantes. O Vampiro tem que amar a própria vida o bastante de forma que lá sempre permanecerá antes de qualquer razão para continuar com sua vitalidade.
"O Sonhador Come o Adormecido."
O Vampiro entende a tomada requerida de força vital de mortais como um sustento para sua vida astral. O Vampiro suportará contanto que ele leve Sangue mortal (força vital) e não se faça a presa compartilhar dos prazeres do Sonho.
"O Sonho Cheio Tem Poder."
Os poderes do corpo astral são responsáveis pela maioria das coisas que os mortais chamam de magia. O Vampiro utilizará de seus rituais mágicos para fortalecer o corpo astral, satisfazer sua vida livrar-se de obstáculos, bem como também para firmar o compromisso dele com a imortalidade e com a sua Família de Vampiro.
"Os Poderes do Sonho São Cinco. "
Ver com olhos astrais é clarividência, divinação. Sentir com toque astral é psicometria, o sexto sentido. Ouvir com ouvidos astrais é clairiaudiência. Mover o físico no astral é telepresença. Falar com a voz astral é telepatia e dominação mental.
"O Sonhador é Conhecido Pela Mente."
O Vampiro é uma ilusão mental às sensações do mortal. Não há nenhuma forma física bruta para ver ou tocar. Há só a projeção do corpo do sonho do Vampiro na mente da presa mortal.
"O Sonhador não é a Carne."
O Vampiro pode mover o físico, contudo o que parece ser a mão dele elevando um vidro é sua telecinésia que move aparentemente o vidro pego por sua mão astral intangível. O Vampiro também sente que ele está elevando o vidro mas se ele não se alimentar com força vital e perder poder, a mão dele não poderá moveria ou até mesmo sentir o vidro físico.
"O Sonhador Rege à Carne."
A força do Vampiro para mover objetos físicos vem do reservatório de energia que ele levou do viver. Assim ele não está limitado pelas mecânicas dos músculo mas pode ultrapassar limitações mortais. Ele não precisa ir para chegar e pode estar em mais de um lugar ao mesmo tempo.
"A Carne Obedece a vontade."
O Vampiro também pode mover objetos físicos sem os tocar aparentemente com até mesmo o corpo astral dele estendendo um filamento do ser dele para o objeto que deseja afetar. Como a corda astral do Vampiro vivente, este filamento pode estar tão bem sobre às percepções do mortal. Da perspectiva do Vampiro, a intenção dele seria desejar uma porta fechada e com a vontade, fechar a porta. Se ele olha cuidadosamente pode perceber o filamento do corpo dele que executou a ação.
"O Dormente vê o Sonho."
A ilusão da forma física projetada à mente do mortal às vezes não incluirá elementos importantes que sempre estão presente em realidade física. A mente mortal às vezes não incluirá caso contrário raramente alguma terra comum notada conseqüência de presença física. O mortal não pode notar nenhuma imagem do Vampiro no espelho ou sombra. O olhar de surpresa ou confusão deveria alertar o Vampiro e a vontade do mortal ira ver a imagem do espelho ou sombra. Assim o mortal relaxará como sua própria ilusão.
"O Sonhador Dorme no Sonho."
Quando o Vampiro astral dorme, o corpo astral dele permanece na mesma localização física. Se um mortal descobre a forma dele, a ilusão falha e não há mais nenhuma sombra, nenhum reflexo no espelho, nenhum registro por máquina fotográfica, nenhum registro nos sons registrados em fita - estas imperfeições alertarão o mortal à realidade da condição astral do Vampiro.
"O Sonhador não Morre Adormecido."
O mortal não tem recursos para destruir o Vampiro de acordo com as superstições da tradição. Uma estaca física de madeira pelo coração astral do Vampiro não causa nenhum dano. Nenhum alho nem símbolos religiosos como crucifixos causam qualquer resposta no Vampiro a menos que o Vampiro acredite que tal pratica é potente. Em tal caso, qualquer dor ou deformação do corpo astral é produzido só pela mente do Vampiro. A menos que o Vampiro acredite que ele verdadeiramente está morrendo (e isso pode até conduzir eventualmente a uma morte astral), o Vampiro é incólume por tal aventura.
"O Sonhador se alimenta no Sono."
Se o mortal não acorda do sono Vampiro astral, ele não encontrará nenhum corpo que ele possa tocar, mas só uma imagem holográfica intangível. As mãos mortais dele atravessarão a forma do Vampiro uma vez que não é verdadeiramente físico. Porém, o Vampiro mais experiente puxará força vital automaticamente do mortal até mesmo em sono fundo. Assim o mortal normalmente desfalecerá do dreno súbito.
"O Sonhador não Morre, Desperta."
Assim o Vampiro dormente, se livrou das superstições de cultura humana, permanece impérvio ao assassino do "Vampiro mortal" casual. Porém, o Vampiro pode posar uma ameaça séria para outro Vampiro levando a energia acumulada dele.
"Os Sonhador Come os Dormentes."
Vampiros raramente pilham um ao outro, o esforço que é exigido é grande demais comparado a facilidade de que a força vital é retirada dos mortais.
"Os Sonhador está Acordado."
Vampiros aprendem a respeitar aqueles iguais a eles. A sabedoria acumulada de séculos que um Vampiro antigo pode compartilhar faz com que a ansiedade de sabedoria dê aos merecedores um valor autêntico comparado com um relativamente ignorante mortal de quem a mente pequena está cheia com trivialidades inúteis e tolice supersticiosa.







TENHAM UMA BOA NOITE!!

segunda-feira, 31 de maio de 2010

CLÃS!!

Clãs de Vampiros
Clãs Facções


Os Vampiros existem ?

Os vampiros existem, e andam entre nós. De noite, pelo menos - pois o sol para eles é mortifero.
E sim, eles sobrevivem bebendo o sangue humano. Mas os mitos não vão mais longe que isto a fim de dizer a verdade.
Cruzes, alho, agua corrente? Não têm qualquer efeito.
Vampiros tal qual eles realmente existem, são criaturas de contradições. São imortais, mas continuam agarrados aquilo que ainda tem de humanos. Poderosos, mas sempre cautelosos para manter a sua existência escondida da sociedade humana.

Esta é a sua historia.

Os vampiros são uma criação de Caine, o primeiro vampiro. Ele criou varios vampiros, que por sua vez deram origem a outros vampiros, e assim consecutivamente. Cada geração que nasçe, afasta-se mais do sangue de Caine, consequentemente vão perdendo poderes. Mas os vampiros que se mantem activos durante longos periodos de tempo, tendem a ficar mais poderosos, ganhando com isso experiência, conhecimento, influência politica - e um forte sentido de paranoia.
O clã em que cada vampiro esta inserido, afecta a sua personalidade, poderes, aparência fisica e mentalidade.
Os vampiros de caracteristicas similares são apelidados de "kindred" (Parentes). Mas os tempos mudaram para eles. Na Idade Média poderam mover-se com mais liberdade por entre a população humana, por vezes com a sua influência chegavam até cargos de governadores. Mas com a chegada da inquisição tudo mudou novamente. Foi necessário adoptar uma lei de absoluto silêncio sobre a sua propria existência - "Masquerade". Matar, foi o minimo que eles fizeram para conseguir preservar a sua existência em segredo absoluto.
Hoje em dia, a sociedade dos vampiros é muito mais estructurada. A maioria dos "Kindred" pertençe aos Camarilla, que protegem a lei de silêncio (Masquerade) e matêm uma hierarquia social. Outros, porém, pertençem aos Sabbat, que rejeitam a sua natureza humana e apenas vêm os seres humanos como a sua fonte de alimentação. Apenas o seu instincto de auto preservação da especie, os impede de destruir a "Masquerade".
Existem 13 diferentes clãs nos tempos modernos. Outros clãs já não são mais do que historias. Um desses clãs era os Cappadocians. Derivando de uma ordem de monges medievais, estes vampiros fizeram da morte o seu principal objecto de estudo.

Esta é uma breve descrição dos clãs da era moderna:


Os filhos de Caine são apelidados de "Os Condenados", e ninguém encarna mais neste papel que os miseraveís Nosferatu. Os Nosferatu carregam consigo uma antiga e terrivél maldição, pois ja não são feitos á imagem de Deus; a transformação vampirica, deformou-lhes o corpo, transformando-os em abominações aos olhos dos homens e dos anjos. Marginalizado pela sociedade dos mortais e dos vampiros, estes seres deformados assombram as catacumbas e todos os tipos de lugares escuros e desertos.

Os Nosferatu raramente confraternizavam com os mortais, mas ficaram enraizados na sociedade dos humanos como monstros. Outros vampiros, com medo dos roubos dos Nosferatu aos seus clãs, levaram estas criaturas a procurar abrigo em baldios, longe das sociedades. Este exilio forçado, combinado com a revulsão intrinseca que a sua aparência inspirava, tornou-os no perfeito bode expiatório para tudo o que não tinham explicação, real ou imaginário. Esta malvada (e nada merecida) reputação forçou os Nosferatu a estarem para sempre em movimento, sempre escondidos, sem poderem descançar devido ao medo da exterminação.

Muitas vezes eles evitaram a sua destruição traficando preciosas informações. A sua dependencia em fazer as coisas pela calada, comunicar com bestas e estar sempre em movimento de lugar para lugar, propocionou-lhes acesso a muita informação que os seus congeneres menos audazes não tinham conhecimento. Mesmo os Nosferatu que viviam nos perimetros das cidades, descobriram que as suas escolhas de estadia e de victimas, lhes forneciam conhecimento secreto de todo o tipo de informações e de assuntos vulagares, inacessiveis mesmo ao mais grandioso clã. Os Nosferatu aprenderam que os mais refinados principes Ventrue muitas vezes cobriam o pescoço, tapavam o nariz e davam um pedinte ou dois, em troca de informação sobre o seu clã rival Lasombra. (e se o ragateio se provasse futil, os Nosferatu não estavam imunes a chantagens...)

Desde o aparecimento da Cristandande, muitos Nosferatu mudaram os seus comportamentos. Viam-se amaldiçoados por Deus, mas capazes da salvação atravéz de Cristo (quem quer que fosse), aguentaram com firmeza e com sofrimento a sua penitência na terra, na tentativa de evitar o inferno. Como o Nosferatu tem de se manter encondido entre a camada social mais baixa dos mortais, encontram desta maneira muitas oportunidades de fazer bons trabalhos a partir da escuridão.

Aparência: Cada Nosferatu é único, sendo cada um mais repugnante que o outro. As suas deformidades são tão exageradas como grotescas. Alguns tem aspecto de um corpo em decomposição, sem narizes e orelhas; outros aparentam-se com demonios ou roedores vorazes. Muitos perdem o cabelo e deixam cresçer inchaços e verrugas como os sapos. Alguns tem uma pele gordurosa e enrugada, outros horrivelmente não tem pele, parecendo-se como porcos esfolados num mercado. Um cheiro pestilento circunda os Nosferatu, atraindo muitas das vez pragas de moscas e de gafanhotos. Em todos os Nosferatu, a falta de higiene é evidente. Num esforço para esconder a sua vergonha (e evitar os caçadores de bruxas), muitos dos Nosferatu encobrem-se numa especie de sarapilheira.

Abrigos: Os Nosferatu assombram sitios abandonados e pestilentos, de preferência ruinas, pântanos, florestas ou, de preferência, zonas infectadas por pragas. Nas cidades, tendem a habitar catacumbas antigas, leprosarias, masmorras e casas baratas fora dos limites da cidade. Os grandes montes de estrume comuns as cidades da época medieval, serviam de abrigo diurno (e era mesmo muito pouco provavél que mesmo o mais zeloso caçador de bruxas, fosse escavar um monte de estrume á procura de um vampiro adormecido).

Antecedentes: Os Nosferatu escolhem as suas vitimas da mais baixa classe da sociedade: idiotas, leprosos, ermitas, criminosos e vagabundos. Os Nosferatu na caminhada para o céu, muitas vezes castigam os orgulhosos, hipócritas e outros pecadores, forçando-os a entrar no clã. Os Judeus eram os favoritos, pois muitas das vezes eram inteligentes e praticos, mas não tinham protecção contra os vampiros. Ocasionalmente, um Nosferatu indignado, escolhe uma belas victima para a tornar monstrousa, mas hoje em dia esta pratica já nãoé comum.

Personalidade: A maioria dos Nosferatu tem a ideologia de um pedinte ou de um estranho a uma sociedade. Os atributos fisicos e os talentos são geralmente essênciais, pois têm de ser rapidos, espertos e tem de dar preparados para sobreviver com as suas inumeras privações. Raramente tem aliados, contactos, servidores ou qualquer outra coisa que os ligue ao mundo dos mortais. Apesar de tudo, o raro humano que ajudar um Nosferatu, terá um amigo para a vida (e para a dos seus filhos, netos.... ). O caminho para o céu é comum entre os Nosferatu, seguido de perto pelo caminho da besta. Muitos Nosferatu rejeitão o caminho da humanidade, não se considerando dignos da humanidade.
POSTERIORMENTE COLOCAREI OUTROS CLÃS

BOA NOITE!!!
ÓTIMA SEMANA!!

sexta-feira, 28 de maio de 2010

POESIAS VAMPIRICAS!!





GRITOS

Na névoa do anoitecer
As presenças da noite se aproximam...
Em sombras de vento
Em risadas ecoando entre os braços das árvores

A morte espalha o seu cheiro no ar,
E gritos;
Gritos invadem as minhas veias...
Eu, um ser frio que vive do sangue para o sangue,
Que vive da dor para a dor...

Um monstro sou;
Um monstro que chora a perda da vida
E vive do inevitável,
Por não ser a dor que causo
Nem o prazer que crio.

Nem o prazer que crio.

Na escuridão permaneço
Vivendo nesse escuro medo
Todos estão a me observar
O amor que sinto me protege por nada me amar
O medo se transforma em ódio
Para que eu descubra o que tenho que buscar...

Que mais posso esperar de tudo isso?
Das lágrimas busco o sorriso...
Do peso em meu coração busco a paz
O simples beijo que dou,
Desperta meu imortal desejo do fatal beijo dar
E nesse fim de mais uma vida
O que terei eu de amar?

Poet & Mekare



SAUDAÇÕES!!
ÓTIMO FINAL DE SEMANA!!!